domingo, 30 de novembro de 2008

Copa Mustang - Campeonato Colombiano


Hoje acontece a terceira rodada do grupo A no quadrangular da Copa Mustang. O líder Medelín visita o quarto colocado Equidad. O Tolima, que foi o melhor na primeira fase e ocupa a segunda posição no quadrangular joga contra o time de León Darío Muñoz, o Nacional, que não perde em casa desde o dia 27 de setembro, quando perdeu por 1 a 0 do Pereira. O Nacional que nas últimas três edições, venceu duas.

Depois de 18 jogos onde todos jogam contra todos, as oito melhores equipes se classificaram para a fase de grupos. No grupo A se classificaram Tolima, Nacional, Medellín e Equidad, respectivamente 1º, 3º, 5º e 7°. No grupo B os classificados foram Junior, América, Pereira e Deportivo Cali., 2º, 4º, 6º e 8º.

O campeão do Apertura 2008 e já garantido na próxima Libertadores, Chicó F.C. decepcionou e ficou apenas na décima quarta colocação. Assim como o campeão da Copa Libertadores de 2004, Once Caldas, que terminou em décimo. Depois de fazer boa campanha na Libertadores, o Cúcuta, campeão do Clausura 2006, foi o último colocado no Clausura deste ano.

Ontem pelo grupo B o Deportivo Cali venceu o Pereira por 3 a 0, com gols de Danny Aguilar e do artilheiro da liga, Freddy Monteiro (2). Com o resultado a equipe de Cali conquistou a primeira vitória neste quadrangular e pulou para terceiro com 4 pontos. O Pereira caiu para quarto com três pontos.

No outro jogo do grupo, o duelo entre os lideres acabou empatado, 1 a 1. Haidar Palácio abriu o placar de pênalti para o Junior aos 20’. Mas aos 68’ Paulo Arango empatou a partida para o América com um belo chute de direita. Com o resultado o América lidera com 5 pontos, o Junior ficou com 4 e é segundo. Os dois times voltam a se enfrentar na quinta-feira, pela quarta rodada.

Os vencedores de cada grupo jogam as finais, quem ganhar além de levar a taça, conquista uma vaga na Libertadores do ano que vem.

Artilheiros

1 Montero Muñoz Freddy Henkyer 16 (Deportivo Cali)
2 Rodríguez Suárez Milton Fabian 11 (Millonarios)
3 Gutiérrez Roncancio Teófilo Antonio 10 (Junior)
4 Quintero Villalba Carlos Darwin 10 (Pereira)

Fotos do site www.golgolgol.com
Imagem da liga no site dimayor.com

Hoje é dia do Desafio das Estrelas de kart em Florianópolis

Pela primeira vez acompanhei o chamado Desafio das Estrelas de kart. Esta é a 4ª edição da corrida que reuni em Florianópolis os melhores nomes do automobilismo brasileiro, como Felipe Massa, Tony Kanaan e Barrichello. Como nos últimos anos o evento conta com a presença do heptacampeão mundial de F-1 Michael Schumacher.

O piloto da Ferrari Felipe Massa é o maior incentivador do evento que tem como objetivo unir o esporte a uma grande ação social cuja renda arrecadada, com a venda de ingressos, é inteiramente revertida para instituições de caridade. Alguns pilotos fizeram doações para as vítimas dos acidentes em Santa Catarina.

Quatro vezes campeão da Nascar, em 1995, 1997, 1998 e 2001, o americano de 38 anos voltou a andar de kart, o que não fazia desde a infância. Alexandre Barros da Motovelocidade e Ricardo Maurício da Stock Car também participam do desafio.

Na primeira bateria no Kartódromo dos Ingleses o brasileiro Rubens Barrichello venceu com Lucas di Grassi em segundo, Thiago Camilo foi o terceiro e Schumacher foi o quarto.
Massa largou em 12º e terminou em quinto.

Às 14h os pilotos voltam à pista para a disputa da segunda bateria. As posições dos oito primeiros colocados se invertem, ou seja, o primeiro colocado Barrichello larga em oitavo, o segundo Lucas di Grassi em sétimo e assim por diante até o primeiro.

Vale à pena conferir, pois é uma corrida muito dinâmica com alternância de posições, batidas, toques entre os carros, ultrapassagens e sem prognósticos.

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

IBRAMANIA

Vejam esse magnífico gol do sueco Ibrahimovic.

A verdade é que diferente de muitos que conheço, não sou fã do futebol de Ibra. Mas é absolutamente impossível não se render a essa grande jogada na época em que o atacante atualmente na Inter de Milão jogava pelo Ajax da Holanda.

Um prato cheio para aqueles que são apaixonados por futebol.


A emoção do título na última rodada era só ilusão

Cinco clubes brigavam pelo título do Brasileirão 2008 na 29ª rodada.

Naquela altura, Grêmio, Palmeiras, Cruzeiro, São Paulo e Flamengo. A diferença entre o primeiro e o quinto colocado era de 7 pontos.

Hoje apenas dois clubes podem conquistar o título.

Isso porque os confrontos de cada equipe candidata a levar o caneco fez a diferença, o Tricolor gaúcho, o Verdão, a Raposa e o Mengo se enfrentaram e se "mataram", deixando assim o caminho livre para o São Paulo colocar a duas rodadas do fim as mãos e os pés na taça.

O time do Morumbi que na vigésima rodada estava 11 pontos atrás do líder Grêmio tirou a diferença jogo a jogo, a cada tropeço dos adversários e vitórias dentro e fora de casa.

Se dizem que a competição está nivelada por baixo, ela é também uma das mais empolgantes que já teve.

Sorte e acima de tudo competência da diretoria, da comissão técnica e dos jogadores do tricolor.

O Muricy, por exemplo, que muitos apelidaram de Murivice, chega pela quarta vez consecutiva com o seu time entre os dois melhores do país. Vice com o Inter em 2005 e quem sabe Tri-campeão com o São Paulo.

A confiança da torcida é tanta (com toda razão) que até criaram esta imagem que vemos abaixo.

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Definidos os semifinalistas no Chile

Foram definidos neste fim de semana os times classificados para a semifinal do torneio Clausura da Primera Division 2008. Cobreloa, Palestino Santiago, Rangers Talca e Colo-Colo continuam na luta pelo título.

O Cobreloa passou pela melhor equipe do campeonato até então a Universidad de Chile. Após vencer a primeira partida em casa por 3 a 0, com gols de R. Mannara aos 30', R. Cornejo aos 55’ e D. Gonzalez aos 76’, podia perder por até dois gols de diferença que se classificaria. Com a derrota de ontem por 3 a 2, a equipe garantiu a vaga na semifinal, contra o atual campeão Colo-Colo. Os gols da partida foram de W. Montillo 15’ e M. Salas 34’ e 55’ para la U (Univ. de Chile) e D. Gonzalez 16’ e R. Mannara 46’ para o Cobreloa.

O adversário do Cobreloa é o atual campeão da competição, que com uma goleada de 4 a 2 em cima do CD Huachipato garantiu a vaga. O primeiro confronto foi 1 a 1, gols de L. Barrios para o Colo-Colo e G. Garcia para o CD Huachipato. Jogando em casa, no Estádio Monumental o Colo-Colo foi pra cima dos visitantes e logo aos 13’ D. Gazale marcou. Depois de perder três chances de ampliar o placar veio o castigo, e como diz o velho ditado "los goles que no hacen en un arco, se marcan en otro", aos 41’ Nelson Rebolledo fez o gol de empate, que levaria a disputa para a prorrogação. No começo do segundo tempo Lucas Barrios fez dois aos 54’ e 67’ para deixar o Colo-Colo em vantagem. César Cortes diminuiu aos 80’, mas Luis Pedro Figueroa decretou a classificação aos 88’. A equipe do técnico Marcelo Barticciotto chega pela quinta vez seguida entre os quatro melhores do país.

Sobre o próximo jogo, o artilheiro Lucas Barrios disse, “para ser campeón hay que ganarle a cualquiera”.

No outro jogo da semifinal se enfrentam Palestino Santiago e Rangers Talca, que eliminaram O'Higgins e Universidad Católica.

Pela primeira vez os ‘árabes’ do Palestino chegam a semifinal depois de vencer o O'Higgins por 2 a 1, após um empate em 2 a 2 no jogo de ida. O primeiro gol saiu somente aos 43’ com o autogol de Cristóbal González. Aos 63’ Victor Aquino chutou de fora da área e ampliou para 2 a 0. O O'Higgins descontou somente aos 90’ com o gol de pênalti do brasileiro Ailton da Silva, o mesmo que passou pelo Corinthians ano passado.

Com dois empates o Rangers eliminou a Universidad Católica do Clausura. No jogo de ida em Santiago La Católica estece duas vezes atrás no placar e conseguiu virar, mas cedeu o empate aos 87’. Na partida de ontem o Rangers abriu o marcador aos 56’ com gol de Álvaro Sarabia que tinha acabado de entrar. O zagueiro Rodrigo Barra ainda perdeu um pênalti para o Rangers, ao chutar a bola na trave. Marco González ainda empatou a partida aos 88’, mas não foi suficiente para La Católica passar.

Artilheiro

Gastón Cellerino (Racing) 16
Néstor Bareiro (O'Higgins) 16
Lucas Barrios (Colo-Colo) 14
Julio Gutiérrez (U.Católica) 12
Gustavo Canales (La Serena) 10
Leonardo Monje (Huachipato)10

Imagens do site http://www.anfp.cl/
Imagem Gastón Cellerino do site www.racing.cl

sábado, 22 de novembro de 2008

Qual argentino vai levantar a taça?

Qual argentino vai levantar a taça?

Uma final com dois maestros argentinos em campo, dois jogadores que possuem um estilo de jogo que está em falta no futebol brasileiro, justo o país que teve grandes craques como Zico, Rivelino e Sócrates. Esse tipo habilidoso e criativo sobra na terra dos hermanos, como o meia do Boca, Roman Riquelme.

O organizador, o pensador, de toque de bola refinado, isto é Andres D´Alessandro e Juan Verón, jogadores que defenderam a seleção Argentina e tem a missão de levar seus respectivos times ao inédito título de campeão da copa Sul-Americana.

O primeiro defende o Inter de Porto Alegre, após aparecer muito bem no River Plate e ter passagens apagadas pelo Wolfsburg da Alemanha e Zaragoza da Espanha. O meia estava no San Lorenzo e vem jogando bem com a camisa colorada, tendo feito inclusive dois dos quatro gols contra o Chivas, na vitória de quarta-feira.

Já o camisa 11 do Estudiantes de La Plata rodou por grandes clubes europeus. Após se destacar pelo Estudiantes ele se transferiu para o Boca e depois para Sampdoria, Parma, Lázio, Manchester United, Chelsea e Inter de Milão. Voltou em 2006 e é peça fundamental na equipe que disputou a Libertadores deste ano e foi eliminada pela campeã LDU.

Sem chances de ser campeão e de brigar por vaga na Libertadores o time do técnico Tite prioriza a competição sul-americana e deve jogar com a equipe reserva mais uma vez no fim de semana. A intenção é ter Nilmar, Alex, Marcão, Magrão e Guiñazu em perfeitas condições para o primeiro jogo.

Foi o que fez o Estudiantes na última rodada do Apertura, poupou os principais atletas contra o Argentinos Juniors e perdeu por 5 a 0. Porém na quinta-feira voltou a enfrentar o Argentinos e desta vez venceu e garantiu a classificação para a final, com gol do veterano Calderón que pode ser bi-campeão, ele ganhou o torneio na temporada passada pelo Arsenal de Sarandí.

Além de Verón e Calderón, outro jogador do clube de La Plata que é conhecido do público brasileiro é o zagueiro Leandro Desábato, que foi preso em São Paulo, quando jogava pelo Quilmes, em episódio com o atacante Grafite, atualmente no Wolfsburg. Outro conhecido é o técnico Astrada, que no fim da carreira jogou pelo Grêmio, rival do Inter.

A primeira partida será na Argentina, dia 26 de Novembro, e a decisão será dia 03 de Dezembro Beira-Rio, em Porto Alegre.


No Vídeo abaixo podemos conferir algumas jogadas geniais de meias como Verón, Riquelme e D´Alessandro.

Páginas do trabalho da faculdade


As matérias são de Patricia Matos, Thais Freitas, Renato Fernandes, Prisicila Sampaio e Eduardo Lucizano.
Faltou somente a matéria da Daiane Brito para completar.
A diagramação é de Eduardo Lucizano.
As fotos são para divulgação.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Al Ahly Hexacampeão

Com a vitória por 2 a 0 no Cairo, o Al Ahly foi a Camarões enfrentar o Cotonsport com uma boa vantagem. O primeiro gol da partida saiu somente aos 38 minutos, Ahmed Hassan marcou. O empate veio depois de sete minutos, Karim Abdoul fez aos 47. No começo da segunda etapa Baba Ousmaila fez o gol da virada para o Cotonsport, aos 18 minutos. Mas aos 45 do segundo tempo Shady Mohamed fez de pênalti o gol de empate e do título.

A Campanha

O campeão Al Ahly terminou a fase de grupos na liderança com 3 vitórias e 3 empates. Tudo começou com a vitória por 2 a 1 sobre o rival Zamalek. Depois veio o empate sem gols com o ASEC Mimosas da Costa do Marfim.Contra o Dynamos do Zimbábue mais uma vitória por 2 a 1. Na volta o Al Ahly venceu o Dynamos mais uma vez, por 1 a 0 e empatou com Zamalek e ASEC Mimosas, pelo placar de 2 a 2.

Nas semifinais a equipe egípcia passou pelo Enyimba da Nigéria ao empatar em Aba, por 0 a 0 e vencer no Cairo por 1 a 0, com gol de Flávio. Nas finais foi a vez do Cotonsport conhecer a força da equipe dos faraós.

Essa foi a sexta vez que o Al Ahly venceu a Liga dos Campeões da África, as outras conquistas foram em 1982, 1987, 2001, 2005 e 2006.

Em 1982 a vítima foi o Asante Kotoko de Gana, 3 a 0 e 1 a 1.

Já em 1987 o clube derrotou o Al-Hilal da Arábia Saudita, com um 0 a 0 e um 2 a 0.

No título de 2001 os vermelhos derrotaram o Mamelodi Sundowns da África do Sul, ao empatar em 1 a 1 e depois vencer por 3 a 0.

No bi-campeonato de 2005/2006 os tunisianos do Etoile du Sahel e do CS Sfaxien caíram diante dos maiores vencedores do principal torneio de clubes da África.

O fato curioso é que em todos os seus seis títulos o Al Ahly empatou um e venceu o outro jogo da final, sendo que das 6 vitórias conquistadas, três delas foram pelo placar de 3 a 0.

A equipe é a última a se classificar para o Mundial de Clubes da FIFA 2008. Em 2006 o Al Ahly disputou a competição e foi eliminado pelo campeão Internacional.

Todos os Campeões

1964 Oryx Douala

1965 Não houve

1966 Stade (Abidjan)

1967 Tout Puissant Englebert

1968 Tout Puissant Englebert

1969 Ismaili

1970 Asante Kotoko

1971 Canon Yaoundé

1972 Hafia (Conakry)

1973 AS Vita Club

1974 CARA Brazzaville

1975 Hafia (Conakry)

1976 MC Algiers

1977 Hafia (Conakry)

1978 Canon Yaoundé

1979 Union Douala

1980 Canon Yaoundé

1981 Jeunesse Electronique Tizi-Ouzou

1982 Al-Ahly (Cairo)

1983 Asante Kotoko

1984 Zamalek

1985 Forces Armées Royal Rabat

1986 Zamalek

1987 Al-Ahly (Cairo)

1988 Entente Plasticiens Sétif

1989 Raja CA Casablanca

1990 Jeunesse Sportive Kabylie

1991 Club Africain

1992 Wydad AC Casablanca

1993 Zamalek

1994 Espérance Tunis

1995 Orlando Pirates

1996 Zamalek

1997 Raja CA Casablanca

1998 ASEC (Abidjan)

1999 Raja CA Casablanca

2000 Hearts of Oak

2001 Al-Ahly (Cairo)

2002 Zamalek

2003 Enyimba (Aba)

2004 Enyimba (Aba)

2005 Al-Ahly (Cairo)

2006 Al-Ahly (Cairo)

2007 Etoile du Sahel

2008 Al-Ahly (Cairo)

As imagens são do site http://championsleague.mtnfootball.com/live/index.php

sábado, 15 de novembro de 2008

Liga dos Campões da Ásia

Incontestável, essa é a palavra que define a conquista do Gamba Osaka do Japão. A equipe venceu o Adelaide United da Austrália nos dois jogos e ganhou pela primeira vez em sua história a Liga dos Campeões da Ásia.

O primeiro jogo dia 05/11 em Osaka praticamente garantiu o título, já que os 3 a 0 deram uma boa vantagem para o jogo seguinte. Lucas, Y. Endo e M. Yasuda fizeram os gols. Na quarta-feira em Adelaide, o time dos brasileiros Cássio ex-flamengo e Diego não conseguiu reverter o resultado da partida de ida e perdeu por 2 a 0, os gols foram marcados por Lucas.

Com uma campanha indiscutível – foram 9 vitórias e 3 empates – o time foi derrotando fortes candidatos ao título, como na vitória sobre o compatriota e campeão da temporada passada o Urawa Reds. No total o Gambá fez 27 gols em 12 partidas, uma média de 2,25 gols por partida, além de ter sofrido apenas 11 gols.

O Gambá tem em seu elenco dois atacantes brasileiros que jogaram em grandes clubes do país, Roni, que jogou por Fluminense, Cruzeiro e Atlético MG e Lucas ex- Atlético PR e Corinthians, além do zagueiro Mineiro ex- Internacional.

Fora da disputa pela J-League sete pontos atrás do líder Kashima Antlers o Gambá garantiu vaga no Mundial de Clubes da FIFA, e mesmo com a derrota o Adelaide United também estará na competição.

Todos os campeões

1967 Hapoel Tel-Aviv
1969 Maccabi Tel-Aviv
1970 Taj Club
1971 Maccabi Tel-Aviv
1972 cancelada
1973-85 não foi disputada
1986 Daewoo Royals
1987 Furukawa
1988 Yomiuri
1989 Al-Saad
1990 Liaoning
1991 Esteghlal
1992 Al-Hilal
1993 Paas
1994 Thai Farmers Bank
1995 Thai Farmers Bank
1996 Ilhwa Chunma
1997 Pohang Steelers
1998 Pohang Steelers
1999 Jubilo Iwata
2000 Al-Hilal
2001 Suwon Samsung Bluewings
2002 Suwon Samsung Bluewings
2003 Al-Ain
2004 Al-Ittihad
2005 Al-Ittihad
2006 Chonbuk Hyundai Motors
2007 Urawa Red Diamonds

Fotos retiradas do site http://www.gamba-osaka.net/

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Bundesliga

Após 12 rodadas o Leverkusen lidera a competição empatado em número de pontos com a sensação TSG Hoffenheim, ambos com 25 pontos. Porém a diferença para o quarto colocado Hamburgo é de apenas 2 pontos. A preocupação contudo não é esta, é a recente série de vitórias e jogos sem perder do atual campeão Bayern de Munique.

Na última rodada o Leverkusen empatou fora de casa com o Karlsruher em 3 a 3. A equipe que nos últimos 7 jogos tinha vencido 6, está agora há 5 jogos sem perder. O destaque da equipe é o vice-artilheiro da competição, o atacante Patrick Helmes que tem 9 gols. Ele chegou a 13 gols em 25 jogos no torneio. Helmes já passou por FC Köln (2005-08), Sportfr. Siegen (2000-05), FC Köln (1997-00), Sportfr. Siegen (1992-97), SpVgg Bürbach (1991/92) e TuS Alchen (1989-91).

O caçula TSG Hoffenheim é dono do melhor ataque da liga com 31 gols em 12 partidas. O time vem de uma derrota para o Herta Berlim e tenta a recuperação contra o Wolfsburg no sábado. Para isso conta com o artilheiro do campeonato, o bósnio Ibisevic que tem impressionantes 14 gols em 12 jogos. Ele que chegou ao clube ano passado tem 19 gols em 36 partidas na Bundesliga.

O Bayer vem com uma ótima seqüência, nas últimas seis rodadas da Bundesliga a equipe venceu cinco e empatou uma. Entre as vitórias destaque para a última por 2 a 1 jogando fora de casa com o favoritíssimo Schalke 04, que caiu para a sexta posição. Os gols do Bayern foram marcados por Franck Ribéry e Luca Toni, que marcou seu 4º gol em 8 jogos na Bundesliga deste ano. No total Toni marcou 28 gols em 39 partidas na Liga. Uma boa média de 0,71 gols por jogo.

As decepções são Sttutgart e Werder Bremen que ocupam apenas o décimo e décimo primeiro lugar respectivamente.

O Sttutgart não vence há 3 partidas e apenas empatou com o E. frankfurt na última rodada com gol salvador de Mario Gomez aos 87 minutos. O atacante que foi vice-artilheiro na temporada 2007/2008 fez o seu 6º gol na liga e chegou aos 45 gols marcados na competição.

O Bremen vinha de uma goleada de 5 a 1 no Herta Berlim e apenas empatou sem gols com o Bochum. Apesar de não ter levado gol a equipe possui a pior defesa da Bundesliga com 23 gols tomados.

Outros destaques.

O brasileiro Grafite marcou os 3 gols da sua equipe na vitória do Wolfsburg por 3 a 0 contra o lanterna E. Cottbus.
O Hamburg venceu em casa o rei dos empates B. Dortmund por 2 a 1. O Dortmund tem 6 empates em 12 jogos.
Nenhuma vitória em 6 partidas em casa. essa é a façanha do lanterna E. Cottbus.
A melhor defesa da competição é a do Schalke. Levou 10 gols.

Na Bundesliga da temporada passada o lider Bayer com 28 pontos tinha 2 pontos de vantagem para o segundo colocado Hamburg com 26. A equipe da baviera estava invicta no torneio com 8 vitórias e 4 empates. A diferença de pontos do primeiro para o sexto colocado que hoje é de 5 era de 10.

Imagens dos escudos são do site zerozero.pt
Imagem do Ibisevic retirada do site kicker.de

sábado, 8 de novembro de 2008

Soccer is a little box of surprise

Soccer is a litle box of surprise
A frase acima é de ninguém menos que o rei do futebol, isso mesmo, Pelé adaptou o famoso clichê, “o futebol é uma caixinha de surpresas” ao ser entrevistado por um repórter estrangeiro na época da Copa de 2006. Como soube disso?
No último sábado Vinicius Bacellar e eu participamos de um curso com alguns dos melhores jornalistas esportivos do país. Mauro Beting, André Kfouri, Antero Greco e PVC, nesta ordem, conversaram, trocaram opiniões, contaram histórias e contaram um pouco sobre como é o trabalho deles, meus (futuros?) companheiros de profissão.
Mauro Beting foi o primeiro a se apresentar, e fez um verdadeiro bate-papo com os presentes, falou sobre paixão pelos clubes, sobre seu trabalho na TV, no jornal, nas revistas e sobre seu blog http://www.lancenet.com.br/blogs_colunistas/mauro/default.asp. Conhecemos ali o outro lado do jornalista que se na TV é extremamente profissional e sério, fora dele é engraçadíssimo. Ele conta que adora camisa de times de futebol e “se pudesse ia trabalhar todo dia com a camisa do meu time”, conta ele, palmeirense roxo. Porém ele dá um jeito de usar sua roupa favorita. “Como não posso usar no trabalho, eu uso pra dormir, ir a festas...”.
Enquanto conversávamos sobre o campeonato brasileiro, sobre jogos e trabalho, assistíamos um jogo histórico entre Boca e Santos, pela Libertadores de 1963.
Quando o tempo acabou, em seguida entrou o jornalista da ESPN e do Lance, André Kfouri, filho de Juca Kfouri. Ele contou um pouco sobre suas histórias que deram certo, como a entrevista com o ex-tenista Guga no Havaí, e recentemente com o nadador César Cielo, na cobertura das Olimpíadas. André disse também que não se vê como comentarista, no momento. “Existem três tipos de comentaristas, o ex-jogador, o que conhece tática e os jornalistas da velha guarda, não me enquadro em nenhuma”, diz.
Após o intervalo Antero Greco nos aguardava na recepção. Antero que é editor chefe de esportes no Estadão, falou sobre sua carreira, fatos, episódios marcantes com Luxemburgo, Pelé e colegas de profissão. Ele abordou a reportagem, a cobertura, as questões éticas e profissionais do jornalista. Quem assiste Sport Center já conhece as piadas do jornalista, porém suas imitações são simplesmente fantásticas. Trajano, Luxemburgo, Pelé entre outros fazem parte do seu leque.
Por fim, Paulo Vinicius Coelho, o PVC, falou sobre o campeonato brasileiro, a Fórmula 1, sobre suas pesquisas e seu amor pelo futebol, que surgiu na infância e ele não deixa desaparecer. A possibilidade de três equipes chegarem na última rodada do Brasileiro 2008 com chances de ser campeão é única na história da competição, e a última vê que isso ocorreu no país foi há mais de 50 anos, no carioca.
Prevista para acabar às 18h atrasou um pouco, por causa das inúmeras opiniões e conversas. Sabe aquela conversa de bar com os amigos, tomando uma cerveja e falando de futebol?foi exatamente isso com pessoas que sabem muito sobre futebol, mas sem a cerveja.