segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Transferências 2008 Rio

Os times do Rio seguem perdendo seus melhores jogadores e contratando pouco, com exceção do Flamengo.


*O Mengo não perde seus "craques" mas também não contrata.

Quem Chega: Dieguinho (Nova Iguaçu), Douglas (Santo André) e Willians (Santo André).

Quem Sai: Dininho, Leonardo e Fernandão dispensados.

*Depois de perder seus principais jogadores o Fogão enfim começa a buscar jogadores.

Quem Chega: Diego (Nacional), Jean Carioca (ABC), Fahel (Goiás) e Reinaldo (ex-Flamengo e São Paulo que estava sem clube).

Quem Sai: Renato Silva (São Paulo), Triguinho (Santos), Lúcio Flávio (Santos), Jorge Henrique (Corinthians), Túlio (Corinthians), Gil, André Luis, Fábio e Luciano Almeida foram dispensados.

*Sem vaga na Libertadores e com elenco caro o Flu perde seus astros para outro tricolor. Surge a hipótese da contratação de Léo (ex-Santos)

Quem Chega: Xandão (Guarani) e Mariano (Atlético MG).

Quem Sai: Washington (São Paulo), Junior Cesar (São Paulo), Carlinhos (Náutico) e Thiago Silva (Milan).

* Na série B em 2009 o Vasco vai montando um novo time.

Quem Chega: Paulo Sérgio (Grêmio), Fágner (PSV e ex- Corinthians), Titi (Náutico), Fernandinho (Vila Nova), Enrico (Djurgarden) e Jeferson (Santo André).

Quem Sai: Wágner Diniz (São Paulo), Mádson (Santos), Edmundo, Odvan, Eduardo Luiz, Anderson Santos, André, Jorge Luiz e Jonilson foram dispensados.

A Colômbia é vermelha


Bastaram apenas 17 minutos para acabar o jejum do América em seus domínios. A equipe que não tomava gols em casa há 3 jogos viu sua invencibilidade de 12 partidas sem perder no campeonato ameaçada.

O gol saiu de um cruzamento da esquerda que o oportunista atacente Diego Álvarez aproveitou ao se atirar em direção a bola e desviar, sem chances para o goleiro do América, Adrián Berbia.

Com 1 a 0 no placar o Medellín igualava o resultado da primeira partida e deixava tudo indefinido.

Mas aos 25' o América roubou a bola e puxou um rápido contra-ataque, Adrián Ramos recebeu na entrada da área, ajeitou, chutou forte e contou com a ajuda do goleiro Bobadilla. O resultado dava o título ao América.

Antes do fim do primeiro tempo o América ainda teve três chances de virar, mas Bobadilla evitou a goleada.

No começo do segundo tempo o Medellín pressionou e teve duas oportunidades de marcar, mas parou nas mãos do uruguaio Adrián Berbia e no erro de seu ataque.

Em um ataque despretencioso aos 60' o América virou o jogo, Velez cruzou da direita e J. Ramos tentou cortar, mas jogou a bola para as próprias redes em um "autogol".

Mesmo perdendo o ‘Poderoso de la Montaña’ foi pra cima e em duas cobranças de falta quase empatou

O golpe final veio aos 89' em um contra-ataque fatal, três jogadores do América contra apenas um do Medellín tocaram a bola e Ramos fechou o placar.

Com o resultado final de 4 a 1 nos dois jogos o clube de Cali conquistou seu décimo terceiro campeonato nacional e quebrou o jejum de seis anos sem títulos.

Imagem do site www.goldoldol.net

domingo, 21 de dezembro de 2008

Transferências 2008

Primeira Parte - São Paulo

Em São Paulo a maioria dos reforços que chegam vem do Rio.

*O São Paulo apesar do Tri Brasileiro está se reforçando muito bem.

Quem Chega: Washington (Fluminense), Junior Cesar (Fluminense), Wáner Diniz (Vasco) e Renato Silva (Botafogo). O lateral Jadilson que estava no Cruzeiro retorna do empréstimo

Quem Sai: Éder Luis (Atlético MG) e Renan (Sport)

*Depois de uma má campanha o Santos começa a contratar.

Quem Chega: Triguinho (Botafogo), Lúcio Flávio (Botafogo) e Mádson (Vasco)

Quem Sai: Fábio Santos (Grêmio) e Michael (fim do empréstimo)

*Poucos reforços até o momento no Palmeiras.

Quem Chega: Maurício (Coritiba), Marquinhos (Vitória), Cleiton Xavier (Figueirense) e Willians (Vitória)

Quem Sai: Alex Mineiro (Grêmio), Jorge Preá (Mogi Mirim), Makelele (Vitória), Thiago Gomes (Vitória), Leonardo Silva (Vitória), Valmir (Vitória) e Washington (Vitória)

*De volta a primeira divisão o Corinthians chamou a atenção do mundo ao contratar Ronaldo.

Quem Chega: Jorge Henrique (Botafogo), Túlio (Botafogo), Jean (Grêmio) e Ronaldo (sem clube)

Quem Sai: Rafinha, Bebeto e Marcel. Fábio Ferreira deve deixar o clube ao fim do contrato e fechar com Bordeaux, da França ou AEK, da Grécia. O Grêmio também disputa o atleta.

*Rebaixada para a segunda divisão a Portuguesa muda a lateral.

Quem Chega: Vitor (Boavista-RJ), Guigov (Barueri) e César Prates (Atlético MG)

Quem Sai: Bruno Recife (São Caetano), Fellype Gabriel (Flamengo), Patrício (Bahia) e Maurício (Guarani)

De favorito ao título a eliminado, na tarde em que podia sagrar-se campeão do Apertura 2008 o San Lorenzo perdeu para o Boca por 3 a 1 e está fora da disputa pelo título, pois el Ciclón perde no saldo de gols com qualquer resultado entre Boca e Tigre.

O Boca abriu o placar aos 48' após cobrança de escanteio de Riquelme que Lucas Viatri desviou de cabeça.

O empate dos azuis e vermelhos saiu aos 61' num chute de fora da área do lateral e principal jogador do time Solari. Depois de um chutão pra frente da defesa do San Lorenzo a bola sobrou para Solari, ele chutou com a direita, perna que não é a boa, e contou com a falha do goleiro xeneize que deixou a bola passar por debaixo de suas pernas.

O segundo gol do Boca veio aos 77' com Palacio que recebeu ótimo passe de Riquelme e fez de esquerda na marca do penalti. A jogada foi extremamente rápida, o goleiro xeneize lançou e depois de 4 toques na bola, ela foi parar nas redes do goleiro Órion.

O gol fez com que os jogadores do San Lorenzo perdessem a cabeça, Aguirre e Bergessio foram expulsos facilitando a partida. O Boca também teve problemas já que o astro Riquelme e o meia Vargas receberam o quinto cartão amarelo não poderão enfrentar o Tigre.

Nos acréscimos Chavez ainda aumentou com um chute de esquerda de fora da área e decetou a eliminação do Ciclón.

Com o placar o Boca pode ser campeão até se perder por um gol de diferença na próxima terça-feira, a equipe terá 3 pontos, mas não poderá ser alcançada no saldo de gols pelo Tigre, que tem saldo negativo de um gol e não marcou nenhum ponto.

O jogo decisivo será no mesmo palco da partida de ontem, no estádio Juan Domingo Perón, em Avellaneda.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008


Domingo é dia de decisão na Colômbia.

Depois da primeira colocação no grupo A do quadrangular, o Medellín perdeu a primeira partida da final ontem por 1 a 0. A equipe que terminou a primeira fase em 5º com 29 pontos, sobrou no quadrangular e perdeu apenas uma das seis partidas. O Medellín terá que recuperar a boa forma que vinha tendo, já que não vence há três rodadas, sendo que perdeu as duas últimas.

O outro candidato ao título vive em festa e prepara-se para festejar seu décimo terceiro título. A quarta colocação na primeira fase com uma das melhores defesas e um dos melhores ataques, levou a equipe ao quadrangular final. Pelo grupo B o América somou 11 pontos, com 3 vitórias, 2 empates e apenas uma derrota. A defesa funcionou novamente e foi a melhor dos dois grupos. A festa da torcida tem motivo. O América não perdeu nenhum dos 12 jogos que fez pelo campeonato em seu estádio, sem contar que não leva gols em casa há 3 jogos.

Sobre o jogo

Com 44.642 pessoas no estádio Atanasio Girardot em Medellín, a equipe local foi pra cima com passes curtos e ataques rápidos, mas pararam na forte defesa do América. Depois de passar o primeiro tempo sendo pressionado o time visitante voltou mais solto no segundo tempo. O gol que deu a vitória ao América e a grande vantagem na disputa do troféu saiu aos 63' quando o Medellín atacava e perdeu a posse de bola, os vermelhos (que vestiram branco) puxaram um rápido contra-ataque, a bola foi lançada na esquerda para Armero que estava impedido, depois de dar um belo corte no zagueiro, Armero cruzou a bola para Cortés Victor Javier, ele dominou na marca do penalti e chutou de direita na saída do goleiro.

Artilheiros

1 Montero Muñoz Freddy Henkyer 16 (Deportivo Cali)
2 Quintero Villalba Carlos Darwin 13 (Pereira)
3 Rodríguez Suárez Milton Fabian 11 (Millonarios)
Gutiérrez Roncancio Teófilo Antonio 11 (Junior)
Ramos Vásquez Gustavo Adrian 11 (América)

Foto do site www.elespectador.com

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Emoção até o fim

Emocionante, é a palavra que define o Apertura 2008.

Após 19 rodadas San Lorenzo, Boca Juniors e Tigre empataram em número de pontos e farão pela primeira vez na fase de Apertura e Clausura a disputa pelo triangular final.
As equipes se enfrentam entre si na disputa pelo título, a equipe com maior número de pontos será campeã, caso aconteça empate, o confronto direto na primeira fase pode decidir.

A última vez que houve um triangular no campeonato argentino foi em 1968, quando o Velez Sarsfield conquistou seu primeiro título, após o empate co River e Racing.
Naquela época as três equipes empataram com 22 pontos, e olha que por pouco não foram cinco times, já que Boca e Rosário ficaram com um ponto a menos.

Nos confrontos de 1968 o River venceu o primeiro jogo contra o Racing por 1 a 0. No segundo jogo River e Velez empataram em 1 a 1. Na última partida o Velez goleou o Racing por 4 a 2 e ficou com a taça.

Hoje o San Lorenzo venceu o Tigre na primeira partida por 2 a 1. Caso El Ciclón vença os Xeneizes no sábado, Boca e Tigre nem se enfrentarão na próxima quarta, data do último jogo, afinal o San Lorenzo será campeão.

domingo, 14 de dezembro de 2008

Quem levará o Apertura?

Quatro times lutam pelo título neste domingo na Argentina

O torneio Apertura chega hoje a sua 19ª e última rodada, três equipes estão empatadas na primeira colocação com os mesmos 38 pontos, San Lorenzo, Tigre e Boca Juniors. Apenas dois pontos atrás deles está o azarão Lanús, com 36. Somente Boca e San Lorenzo lideraram a liga.

O Boca começou a competição com uma goleada por 4 a 0 sobre o Gimnasia J e outra de 4 a 2 sobre o Newell’s. Foram quatro vitórias seguidas até o empate em 1 a 1 em casa contra o Independiente, daí então a equipe ficou cinco jogos sem vencer, mas recuperou-se contra o rival River Plate quando ganhou por 1 a 0, e venceu seus cinco jogos seguintes. No confronto direto com seus concorrentes pelo título, o Boca venceu o Lanús e San Lorenzo e perdeu para o Tigre. Os xeneizes lideraram o Apertura por 8 rodadas e enfrenta o Colon na Bombonera.

O San Lorenzo é o único que luta pelo título e joga fora de casa, El Ciclón enfrenta o Arg. Juniors. A equipe espera que o melhor ataque da competição sobressaia novamente, como nas duas últimas rodadas, quando goleou por 4 a 1 Huracán e Independiente. El Ciclón foi o time que mais liderou o Apertura, foram 10 rodadas sem ninguém a sua frente.

O Tigre passou o torneio entre os primeiros colocados e sempre que teve a chance de assumir a liderança decepcionou. Há 106 esperando por um título, o Tigre perdeu apenas uma partida em casa e venceu sete. Hoje contra o Banfield, o time tem que vencer e torcer contra Boca e San Lorenzo.

Dois pontos atrás o Lanús torce por derrotas dos lideres e tem que vencer o Atl San Martín para sonhar com o título. Durante o Apertura o Lanús esteve entre os cinco primeiros, mas esta é a primeira vez que chega com força para assumir a ponta. A equipe não perde desde o dia 28/10, de lá pra cá foram 6 partidas, 5 vitórias.

Uma coisa já se sabe, o último colocado. E para delírio dos xeneizes esse posto pertence ao River Plate, que fez uma campanha pífia e empatou ontem com o Estudiantes, somando 14 pontos em 19 jogos. Foram apenas 2 vitórias, 8 empates e incríveis 9 derrotas. O ataque marcou 20 vezes e a defesa sofreu 29 gols.

19ª Rodada
Newell´s Old Boys 3 - 0 Racing Club
Huracan 3 - 0 Velez
Estudiantes 1 - 1 River Plate
Gimnasia J 1 - 1 Gimnasia
Argentinos - San Lorenzo
Boca Juniors - Colon
Independiente - Arsenal FC
Lanus - At. San Martín
Tigre - Banfield
Godoy Cruz - Rosario

sábado, 13 de dezembro de 2008

Mundial

No primeiro jogo o Adelaide United da Austrália venceu o Waitakere United da Nova Zelândia, em Tóquio, na manhã(aqui no Brasil) do dia 11/12. Apesar de pressionar desde o início a equipe do Adelaide saiu perdendo, numa falha do goleiro Eugene Galekovic, o galês Paul Seaman aproveitou e aos 33' marcou. Porém o empate veio logo em seguida, aos 39' com gol de cabeça de Daniel Mullen, após escanteio. A virada veio aos 82' com o craque do time Travis Dodd, que aproveitou o a cobrança de falta e fez de cabeça.

Com a vitória, o Adelaide tem a chance de se vingar do Gamba Osaka do Japão, que o derrotou na Liga dos Campeões da Ásia.

"Estou imensamente satisfeito com esta virada, mas estamos todos conscientes de que vamos ter de jogar muito melhor para vencer o Gamba Osaka", diz Aurelio Vidmar técnico do Adelaide United.

Na madrugada de hoje (aqui no Brasil), o Pachuca do México eliminou o Al Ahly do Egito após vencer na prorrogação. Os mexicanos começaram perdendo por 2 a 0, mas conseguiram o empate no segundo tempo. O jogo foi para o chamado "tempo extra" e o Pachuca fez mais dois.

O Al Ahly saiu na frente com o gol contra do zagueiro Fausto Pinto, aos 28', após contra-ataque. O time do Egito ampliou ainda no primeiro tempo, com gol do angolano Flávio, aos 44', depois do cruzamento da direita.

No começo da segunda etapa o Pachuca diminuiu com gol de falta de Luis Montes aos 46'. O atacante havia acabado de entrar e cobrou falta na área, ninguém encostou na bola e ela foi para o funfo do gol de Amir Abdelhamid.

O empate veio aos 72' com outro gol de falta, dessa vez foi o argentino Christian Giménez que marcou com um forte chute e com a ajuda do goleiro Amir que estava mal colocado.

Com o resultado de 2 a 2 a partida foi para a prorrogação. Aos 97' o time mexicano roubou a bola no meio de campo e depois de um bate rebate o argentino Damián Álvarez colocou o Pachuca na frente.

O Pachuca ainda marcou o quarto gol, aos 109' num chute de esuqerda de Christian Giménez no ângulo, depois de um belo passe de outro arentino, o camisa 9 Bruno Marioni ex-Boca Juniors.


"O resultado na primeira parte me parecia injusto. Dominamos mas perdíamos. A melhor parte é que nunca perdemos a confiança na vitória", diz o técnico do Pachuca, Enrique Meza (Pachuca).

O Pachuca enfrenta agora a LDU do Equador na quarta-feira, dia 17/12 às 8h30.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

O Brasileirão chegou ao fim

O São Paulo levou o título mais uma vez, a sexta, terceira consecutiva, algo inédito na competição. Pela primeira vez na fase de pontos corridos a equipe que venceu o primeiro turno não levou o campeonato.

O Grêmio que ficou mais tempo na liderança, foram 17 rodadas, quase que um turno, acabou na segunda posição. O Cruzeiro venceu a rebaixada Portuguesa no Mineirão por 3 a 1 , passou o Palmeiras e terminou em terceiro. O time do Parque Antarctica perdeu em casa para o Botafogo e ficou em quarto, garantindo vaga na Libertadores 2009.

O Flamengo decepcionou e foi goleado pelo Atlético PR, com a derrota a equipe ficou fora da Libertadores, mas com vaga garantida na Sul-Americana, que também terá Internacional, Botafogo, Goiás, Coritiba, Vitória, Atlético MG, Atlético PR e Fluminense.

Santos e Náutico empataram na Vila Belmiro e não conseguiram vaga na competição sul-americana, porém também não foram rebaixados.

Figueirense, Vasco, Portuguesa e Ipatinga disputam a Série B ano que vem. Os dois últimos aliás subiram ano passado e retornam à segunda divisão. Verdade que nem a Lusa e nem o Figueirense mereciam cair.

Alguns dados.

Melhor ataque
Flamengo - 67 gols
Melhor defesa
Grêmio - 35 gols
Mais vitórias
São Paulo, Grêmio e Cruzeiro - 21
Mais empates
São Paulo, Atlético MG, Fluminense e Santos - 12
Menos derrotas
São Paulo – 5

A CBF premiou os melhores jogadores da competição com o Craque do Brasileirão.

Goleiro
Vitor (Grêmio)
Lateral Direito
Léo Moura (Flamengo)
Lateral Esquerdo
Juan(Flamengo)
Zagueiros
Miranda(São Paulo)
Thiago Silva(Fluminense)
Volantes
Ramires(Cruzeiro)
Hernanes(São Paulo)
Meias
Diego Souza(Palmeiras)
Alex(Internacional)
Atacantes
Kléber Pereira(Santos)
Alex Mineiro(Palmeiras)

A seguir os vencedores da Bola de Prata Placar

Goleiro
Rogério Ceni(São Paulo)
Lateral Direito
Vitor (Goiás)
Lateral Esquerdo
Juan(Flamengo)
Zagueiros
Miranda(São Paulo)
André Dias(São Paulo)
Volantes
Ramires(Cruzeiro)
Hernanes(São Paulo)
Meias
Tcheco(Grêmio)
Wagner(Cruzeiro)
Atacantes
Borges(São Paulo)
Nilmar(Internacional)

O Bola de ouro foi Rogério Ceni.

Minha Seleção

Goleiro
Vitor(Grêmio)
Lateral Direito
Vitor (Goiás)
Lateral Esquerdo
Juan(Flamengo)
Zagueiros
Miranda(São Paulo)
Thiago Silva(Fluminense)
Volantes
Ramires(Cruzeiro)
Hernanes(São Paulo)
Meias
Alex(Internacional)
Edno(Portuguesa)
Atacantes
Keirrison(Coritiba)
Kléber Pereira(Santos)