terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Libertadores da América

Começou hoje a 50ª edição da Copa Libertadores da América, e logo no primeiro jogo uma goleada do Nacional do Paraguai sobre o El Nacional do Equador, em Quito 5 a 0.
Mas afinal, de onde vem o nome Libertadores da América? Parece óbvio não? Na verdade é, mas quem são esses libertadores?

Antonio José de Sucre (1795-1830), era militar e político venezuelano, importante no movimento de libertação da América Latina, e comandante da luta pela independência da Bolívia, onde atualmente é nome de uma cidade.

Em 1821 suas tropas partiram para Guayaquil, onde ele proclamou o protetorado da Grã-Colômbia. Depois derrotou as tropas espanholas em Pichincha e em Ayacucho, sob a liderança de Simón Bolívar. Ele em La Paz, a independência da República de Bolívar, posterior Bolívia, em 19 de fevereiro de 1825.
Em uma missão Sucre sofreu uma emboscada na montanha de Berruecos por um grupo de seguidores de José María Obando, opositor de Bolívar e foi assassinado em 4 de junho de 1830.

Simón Bolívar (1783-1830) Assim como Sucre era militar e político venezuelano, responsável pela independência da Venezuela, Equador, Peru, Colômbia e Bolívia.
"Não darei descanso a meu braço nem repouso a minha alma enquanto não houver rompido as cadeias que nos oprimem por vontade do poder espanhol". Com esse juramento, feito em Roma, a 15 de agosto de 1805, Simón Bolívar comprometeu sua vida à luta contra a presença espanhola na América do Sul. Alcançou esse objetivo, mas não viu cumprido outro ideal: a união das repúblicas libertadas.

Bernardo O'Higgins (1776-1842) Militar e político chileno, foi um dos líderes da independência do Chile e o primeiro presidente do novo estado. Em 1814 forças realistas, reunidas no Peru, invadiram o Chile para restabelecer o antigo regime. O'Higgins assumiu o comando do Exército chileno e o governo da província de Concepción. O'Higgins foi derrotado e fugiu para a Argentina, onde se ajudou a formar o Exército dos Andes, sob o comando de José de San Martín. O'Higgins uniu-se ao Exército libertador, e invadiu o Chile em janeiro de 1817. Em 12 de fevereiro, argentinos e chilenos venceram os inimigos e O'Higgins governou o país até 1823. Exilou-se no Peru até sua morte, em outubro de 1842,

José de San Martín
(1778-1850).
Militar e político argentino. Um dos grandes artífices da independência sul-americana, libertador do Chile e do Peru do domínio espanhol, ele organizou um exército com o apoio de Bernardo O'Higgins, e defendeu a independência das províncias unidas da América do Sul. Depois de liderar a independência dos países sul-americanos, José de San Martín foi para a França, morou em Paris e depois em Boulogne-sur-Mer, onde morreu em 17 de agosto de 1850.

Dom Pedro I
(1798-1834).
Imperador do Brasil de 1822 a 1831. Herdeiro da coroa portuguesa, proclamou a independência da colônia brasileira e se tornou seu primeiro monarca. Após a volta do rei a Portugal, em abril de 1821, Pedro foi nomeado regente do Reino do Brasil. No ano seguinte, foi pressionado pelas cortes de Lisboa a também regressar, mas resistiu.

2 comentários:

  1. Quem sabe esse ano com o Ronalducho o Corinthians não ganha um titulo de verdade né? ... rsrs


    Abraços!!

    ResponderExcluir
  2. Olha o texto de La Poderosa está bem diferente desse. O Pauteiro você está exagerando!!!!rsssss
    Abraço

    ResponderExcluir