segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Sexta rodada do Clausura Paraguaio

Dois pontos separam sete equipes na luta pela liderança pelo campeonato paraguaio.

O Olimpia perdeu para o rival Cerro Porteño, mas não deixou de ser lider, mesmo que agora com a companhia de Rubio Ñú e 3 de Febrero que venceram fora de casa e alcançaram a liderança.

A rodada foi marcada por vitórias magras. Dos 6 jogos disputados, 5 terminaram em 1 a 0. O outro placar foi de 2 a 0. Isso tem sido comum no torneio, basta ver que o melhor ataque marcou 9 gols em 6 jogos. A média de gols é de apenas 1,78 por jogo. Foram 64 bolas na rede em 36 partidas.

Algumas estatísticas:
Melhor ataque: Olimpia e Libertad 9 gols
Melhor defesa: Guarani 1 gol
Mais vitórias: Olimpia 4
Invictos: Rubio Ñú e 3 de Febrero
Olimpia, Libertad e Guarani ainda não sofreram gols em casa.

Maior vencedor do país com 38 taças, o Olimpia não vence a liga desde 2000, quando sagrou-se tetracampeão, três deles com o Cerro como vice.

De 2000 pra cá só dois clubes comemoram o título nacional no país.

O Cerro levou 4 campeonatos, em 2001,2004, 2005 e 2009 (Apertura), somando assim 28 conquistas.

Desde 1976 sem ganhar o caneco o Libertad comemorou muito em 2002, ano que o clube quebrou o jejum. Desde então não para mais de comemorar títulos. Foram 6 e mais 3 vices. Com as recentes campanhas o clube chegou aos 14 troféus e passou o Guaraní na lista dos maiores vencedores.

Comparações:

A esta altura do Apertura deste ano o Cerro que levou a taça já liderava com vantagem de dois pontos para o Sportivo Luqueño.

O artilheiro do Apertura foi Pablo Velázquez do Rubio Ñu com 16 gols. O grandalhão de 22 anos e 1,92 cm, já marcou 3 no Clausura e divide a artilharia.

Confrontos da próxima jornada

Cerro x Libertad

Olimpia x 3 de Febrero

12 de Octubre x 2 de Mayo

Guaraní x Luqueño

Tacuary x Sol de América

Rubio Ñu x Nacional

Classificação

1.Olimpia -12
2.Rubio Ñú - 12
3.3 de Febrero -12
4.Libertad -11
5.Nacional -11
6.Guaraní -11
7.2 de Mayo -10
8.Cerro Porteño -7
9.Luqueño -4
10.Tacuary -4
11.Sol de América -2
12.12 de Octubre -1

domingo, 30 de agosto de 2009

Segunda fecha del torneo apertura


Na Sexta-feira dois jogos abriram a rodada.

O Central foi ao estádio Monumental de Victoria enfrentar o time da casa e ganhou sua segunda partida na competição. As duas equipes vinham de vitória na primeira rodada. O Tigre venceu o Chacarita por 2 a 1, enquanto o Central passou pelo Racing por 1 a 0.

O Tigre abriu o placar com o gol de pênalti de Martín G. Morel, aos 19’. Mas o Central nem teve tempo para se abalar com o gol, pois aos 21’ Emilio J. Zelaya aproveitou o escanteio e empatou. Quando o empate parecia inevitável, o Central teve escanteio a seu favor,a defesa do Tigre afastou e tentou puxar o contra-ataque, mas um passe errado de Leandro Lázzaro deixou o ex-jogador do Huracán Andrés Franzoia, que tinha acabado de entrar (88’), na frente do goleiro D. Islas para marcar o gol da virada dos rosarinos.

Em casa o Racing apenas empatou com o Colón, graças à falha do goleiro Santillo que rebateu chute de longe e deixou o gol aberto para Federico Neto abrir o placar aos 20’. Jogando em Avellaneda o clube não desistiu e conseguiu o empate sofrido aos 91’, com Rubén Ramírez de pênalti.

No sábado quatro jogos.

O Vélez não teve dificuldades para chegar aos seis pontos no torneio. Em casa marcou o primeiro aos 23’ com Nicolas Otamendi depois de uma confusão na área. O segundo veio com o camisa 9 Hernán R. López, que recebeu cruzamento da direita e colocou a bola no canto esquerdo de Cristian Campestrini. O Arsenal apertou e aos 25’ Cristian O. Alvarez de pênalti diminuiu. Somente oito minutos mais tarde Maximiliano Moralez recebeu belo passe dentro da área, tocou na saída do goleiro, fez o terceiro e decretou a vitória.

No clássico da cidade de La Plata entre Estudiantes e Gimnasia o campeão da Libertadores não deu chances ao rival e fez 3 a 0. Aos 18’ Juan M. Salgueiro aproveitou o rebote da falta e marcou. O matador Mauro Boselli importantíssimo na competição sul-americana fez o segundo aos 68’. Enzo N. Pérez recebeu lançamento e aos 76’ definiu o resultado que deu a liderança aos Pinchas, que ainda não sofreram gols. Os lobos seguem sem vencer.

Dois empates completaram os outros dois jogos do dia. O Banfield que surpreendera ao vencer o River na primeira rodada bem que tentou aprontar mais uma. De cabeça Santiago “El tanque” Silva colocou os verdes na frente aos 8’. Mas o empate do Argentinos veio aos 61’ com Gabriel Hauche que recebeu lançamento na direita e bateu no canto esquerdo. No estádio Mundialista Mendoza o time anfitrião do Godoy Cruz saiu na frente aos 25’com Daniel A. Veja, após cobrança de escanteio o camisa 9 completou para o gol. El ciclón empatou com um gol de pênalti (chute forte e rasteiro no meio do gol) de Alejandro D. Gómez aos 89’.

No domingo River, Independiente e Boca venceram a primeira. E o Newell’s chegou a segunda vitória.

No Monumental de Nuñez um jogaço de sete gols. O nome da partida foi ‘El Burrito’ Ariel Ortega. Uma assistência e um gol, seu sexagésimo terceiro (63º) pelo River em torneios nacionais. De falta Buonanotte marcou logo aos 5’ para los Millionarios. Aos 22’ Matías Alustiza recebeu nas costas do defensor Gustavo Cabral e empatou. Mas o zagueiro do River se redimiria dez minutos depois. Ele foi para o ataque e aproveitou escanteio para marcar de cabeça. A vantagem parecia certa ao fim do primeiro tempo, mas Matías Alustiza sofreu pênalti cometido pelo goleiro Daniel Veja. Ele mesmo bateu e empatou outra vez, aos 45+1’. Aos 52’ veio a virada do Chacarita. Falta cobrada na área e o goleiro Veja saiu mal, Facundo Parra pulou e de cabeça marcou. Foi ai que apareceu El Burrito Ortega. O veterano meia deu passe perfeito para Daniel Villalba que tinha acabado de entrar no lugar de Gallardo. Villalba driblou Nicolás Tauber e deixou tudo igual. Mas Ortega ainda não estava satisfeito e em um de seus momentos geniais encobriu o goleiro e deu a vitória ao River aos 87’.

Com um jogador expulso logo aos 23’ e outro aos 79’ o Atlético Tucuman perdeu mais uma. O time até que começou bem, o camisa 11 César Montiglio bateu colocado de fora da área e abriu o placar. Dois minutos depois ele levou o segundo amarelo e foi expulso. Mesmo com um a menos o Tucuman agüentou até os 64’, quando de pênalti Darío A. Gandín igualou. Empolgado o Independiente virou aos 67’ com Patricio J. Rodríguez. Guerreiro, o Tucumán ainda teve mais um atleta expulso, Fabio Escobar aos 79’. E ainda assim conseguiu igualar aos 80’ com Luis M. Rodríguez. Mas com nove em campo foi difícil segurar a pressão. E cedeu aos 84’ novamente Patricio J. Rodríguez em belo chute de longe. Em contra-ataque deu tempo de fazer mais um, Lionel J. Núñez aos 90+1’.

Em Lanús os xeneizes marcaram primeiro. Julio C. Cáceres precisou chutar duas vezes para abrir o marcador aos 16’. O time da casa conseguiu o empate aos 21’ com gol de cabeça de Agustín D. Pelletieri. Porém, o dia era mesmo dos veteranos e o artilheiro ‘El Loco’ Martín Palermo fez aos 79’ também de cabeça e decretou a primeira vitória boquense.

À noite o Newell’s recebeu o Huracán e venceu pelo placar mínimo. O gol da partida foi marcado por Juan M. Insaurralde aos 40’, após cobrança de falta ele recebeu na pequena área e só tocou para as redes. No começo do segundo tempo C. Sanchez Prette foi expulso pelo Newell’s, mas o Globo não conseguiu o empate e segue sem somar pontos no torneio.

Classificação Pontos e Média de pontos

1Estudiantes - 6 - 1.692

2Vélez - 6 - 1.679

3Rosario Central6 -1.115

4Newell`s - 6 -1.462

5San Lorenzo 4 -1.679

6Godoy Cruz 4 -1.325

7Banfield 4 -1.333

8Boca- 4 -1.731

9Independiente- 3 -1.295

10Tigre- 3 -1.551

11Lanús- 3 - 1.718

12River 3 - 1.410

13Argentinos Jrs.- 2 -1.295

14Racing- 1 -1.192

15Colón- 1 -1.321

16Chacarita- 0 -0.000

17Huracán – 0 - 1.410

18Atlético Tucumán0 - 0.000

19Arsenal- 0 -1.244

20Gimnasia- 0 -1.167

O mercado argentino

As principais negociações dos clubes para a disputa do Apertura.

Argentinos

Quem Chega:Santiago Raymonda (Banfield), Sosa (Indep'te), Domínguez (Nacional), D. García (Quilmes), J. Fernández (Rafaela), Peric (Rangers), R. Lima, Sebastián Jaime (Cambaceres), Pavlovich, Basualdo (Chaca), Oberman (Córdoba) e Coria (Vélez).

Quem Sai:Carrera e G. Pérez (I. Rivadavia), Recalde (C. Porteño), Viotti (Aldosivi), Coudannes (All Boys), G. Pereyra (San Martín SJ), J. Páez (D. Belgrano), D. Romero, Abán, Martínez, D. Cardozo eHarbottle (Livres), Peñalba (Lorient) e Matías Córdoba (Quilmes).

Arsenal

Quem Chega:D. Galván (Estudiantes), Pérez Castro (San Martín T), M. Pérez (Danubio), Peppino (Racing), C. Alvarez (Córdoba), M. Martínez (Argentinos) e C. Tula (San Lorenzo).

Quem Sai:Cuenca, Alasia, Uglessich, Martínez, Díaz, San Martín, Corro, Casteglione, Carrera, Contreras, Sava, Mosquera (Al Alhi) e Leguizamón (Al Ittihad).

Atlético (T)

Quem Chega:Fabio Escobar (Nacional de Paraguay), Villavicencio y R. Saavedra (San Martín T.), Desvaux (Gimnasia J.), David Drocco (Boca), Deivis Barone, M. Escobar, P. Calandria e Emanuel Gigliotti (All Boys).

Quem Sai:Gutiérrez (Godoy Cruz), Reynoso (San Martín SJ), A. Castro (Rafaela), Lujambio, Valdivieso e M. Verón.

Banfield

Quem Chega:Battión (Aris Salónica), Méndez (SL), Quinteros (San Martín T), Ladino (GJ), Bilos y J. López (Rafaela).

Quem Sai:Bertolo (Palermo), Nasuti (A. Salónica), Barrales (Recreativo), Santillo (Racing) e Raymonda (Veracruz).


Boca

Quem Chega:Insúa (América), Medel (Católica), Gunino (Danubio) e A. Rosada (Celta).

Quem Volta:Marino (Tigres), Villafañe (R. Madrid B), Monzón (Betis) e L. Díaz (Huracán).

Quem Sai:Figueroa e Palacio (Genoa), Vargas (Almería), D. Díaz (UC Chile), Roncaglia (Espanyol) e A. González.

Central

Quem Chega:D. Chitzoff (Colón), Paul Ambrossi (LDU) e Astudillo (Alavés).

Quem Volta:Fassi (Quilmes), Imperiale (O. Petrolero) e Alemanno (Platense).

Quem Sai:Moreno e Fabianesi (Estudiantes), Vizcarra (GELP), Lima (Vélez), Alvarez (Catania), González, Escobar, Borzani, Zarif y Ribonetto (libres) e Kily González (San Lorenzo).

Chacarita

Quem Chega:Cejas (Pisa), Crosa (Colón), Milla e D. Pereira (U de Chile), Zarif, Miranda e Centurión (Indep´te), Fontana (Unión), Ramírez (Lanús) e Sciorilli (River).

Quem Volta:Ponce (Panthrakikos), Frezzotti (Treviso), Parra.

Quem Sai:Dolci, González, Morel, Coyette, Giménez, Basualdo, Ramírez, Romero, Rotondo, Toledo e Canevaro.

Colón

Quem Chega:De Miranda (CAI), Lucero (Olimpia), Caire (Gimnástic), F. Nieto (Huracán), Pablo Jerez, Solís, Bailo, R. Gómez (Gimnasia J) e Cristian Pellerano (Arsenal).

Quem Sai:Chitzoff, Prediger (Porto), Rodríguez, Valdemarín (Defensa y Justicia), Garnier, Sciorilli (River), Guerrero, Ledesma, Oyola, Lazzaroni e Aguilar.

Estudiantes

Quem Chega:Carrusca (Cruz Azul), Morales Neumann (Instituto), R. Fernández (Cerro Porteño), González (Racing) e C. Rodríguez (S. Moscú).

Quem Volta:C. Taborda (Everton, Chile), F. Armani (Dep. Merlo) e Edgar González (Olimpia).

Quem Sai:Andújar (Catania), Barbosa (Atlas), Bogado (Colo Colo), S. Prette, G. Fernández (Tigres), Lentini e Carrasco (Quilmes), Maggiolo (A. Nacional) e Wilchez (Asteras Trípoli).

Gimnasia LP

Quem Chega:Sebastian Ereros (Vélez), Vizcarra (Central) e Pérez (Boyacá Chicó, Colombia)

Quem Sai:Alonso, San Esteban (libre), Graff e Piergüidi.



Godoy cruz

Quem Chega:Lobos (Anzoátegui), D. Trotta (Albacete), F. Higuaín (Indep'te), Vega (San Martín T), Chávez (SL), M. Jara (CAI), Curbelo (Defensor), Salomón (Lanús), García, J. Ramírez (Almagro), L. Torres (NOB) e C. Valencia (Estud'tes).

Quem Sai:Carranza, Caruso (Udinese), Borghello (Dep. Quito), Encina (Barcelona Ecu.), V. Figueroa (Al Nasser, A. Saudita), Jiménez (Sp. Cristal), Leiva (San Lorenzo), Pinto e Castillo.

Huracán

Quem Chega:Trecarichi (Sevilla B), G. García (Racing), Laurito (Udinese), Trecco (El Linqueño), Malbernat (Acassuso), De Bruno (José Gálvez) e D. Rodríguez (Peñarol).

Quem Sai:Pastore (Palermo), Arano (Aris Salónica), Matias Defederico (Corinthians), L. Díaz (Boca), Nieto (Colón), C. González, Meza Sánchez, L. Medina, Colzera, D. González e Beraldi.

Independiente

Quem Chega:Carlos Matheu (Cagliari), Martín Gomez (Independiente Rivadavia), Busse (Gimnasia J), Vella (libre), Acevedo (Metallist, Ucrania), N. Martínez (Vélez), Silvera (San Lorenzo) e Ignacio Piatti (GELP).

Quem Volta:H. Navarro (San Lorenzo) e F. González (Ferro).

Quem Sai:Sosa (Argentinos), Montenegro (América), Fredes (Metallist), Oyola (Barcelona, Ecuador), Di Gregorio e Bocchino (Quilmes), Ledesma (Racing), Centurión (Chacarita), Luna, Depetris, Ríos e Fabro (livres), Higuaín (Godoy Cruz), Gioda (Jerez), Guillermo Rodríguez e Caracoche (S. Italiano).

Lanús

Quem Chega:Salcedo (Newell's).

Quem Volta:Pelletieri (AEK), G. Díaz (Godoy Cruz) e Aguirre (Valladolid).

Quem Sai:Bossio (Gallos Blancos), Graieb, Salomón (Godoy Cruz), Valeri (Porto), Sand (Al Ain de Emiratos Arabes) e Ramírez (Chacarita).

Newell's

Quem Chega:Sánchez Prette (Cluj) Roselli (Aldosivi), Boghossian (Cerro de Montevideo), M. Seri (San Martín SJ), Achucarro (Atlas), H. Barrientos (Huracán), Dolci (Chacarita), Quiroga (Talleres), Mateo (Gimnasia J) e C. Núñez (Boca Unidos).

Quem Sai:Bernardello (Alm.), Steinert (Racing), Spolli (Catania), Cristaldo, Donnet, Monsalvo, Pillud, G. Pinto, L. Torres e S. Salcedo (Lanús).

Racing

Quem Chega:Santillo (Banfield), Ledesma (Indep'te), Rosano (Tigre), Cahais (Gimnasia J.), Steinert (Newell's), Velázquez (D. Unidos), Tavio (SM SJ), B. Ojeda (Los Andes) e De Olivera (Chic.).

Quem Sai:Peppino (Arsenal), L. González (Estudiantes), Zuculini (Hoffenheim), Shaffer (Benfica), Migliore (San Lorenzo), Vigneri (Puebla) e G. García (Huracán).

River

Quem Volta:A. Ortega (Independiente Rivadavia).

Quem Chega:Toranzo (Huracán),Matías Almeyda (livre), Nicolás Navarro (Napoli), Miguel Paniagua (Guaraní) e Javier Cohene Mereles (Olhanense).

Quem Sai:Falcao (Porto), Gerlo, Flores (Villarreal), Sambueza (Estudiantes de Tecos) e Barbosa (Atlas).

San Lorenzo

Quem Chega:Renato Civelli (Olympique de Marseille), L. Romagnoli (Sp. Lisboa), Gvo. Campagnuolo (Racing), Pablo Pintos (Defensor Sporting) Félix Orode, P. Migliore (Boca), Cristian Leiva (Godoy Cruz). M. Ceratto (Defensores de Belgrano), Kily González (Central) e J. Bottinelli.

Quem Volta:Menseguez (WBA).

Quem Sai:Navarro (Indep'te), González (San Pablo), Méndez (Banfield), Fornaroli (Samp.), Santana (Wolfs.), C. Ledesma (Olympiakos), Solari (Atlante), Chávez (G. Cruz), Peirone, Alvarado (Belgrano) e Tula (Arsenal).

Tigre

Quem Chega:J. Aguilar (Tigres), J. Montiel (Reggina, Italia), Ramiro Leone (San Martín T.), J. Manzur (Libertad, Paraguay), J.P. Garat (St. Gallen) e Fondacaro (Boca).

Quem Sai:Blengio (Atromitos, Grecia), S. Rusculleda, S. Rosano (Racing), N. Ayala (A. Tucumán), Jerez (Colón), Leonel Altobelli (Albacete) e Fontanello (Parma).

Vélez

Quem Chega:Leandro Caruso (Udinese), R. Zárate (libre)

Quem Volta:Lima (Central), S. Ereros (AS Trencin, Eslovaquia) e J. Robles (Olimpo).

Quem Sai:Nanni (Cerro Porteño), P. Pérez (rescindió), Larrivey (Cagliari), C. Soto (All Boys), Francou (Gimnasia J) e Coria (Argentinos).

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Apertura 09

Começou neste fim de semana o torneio Apertura 2009. Após as incertezas geradas pelas dívidas dos clubes e o adiamento da primeira rodada em uma semana- estava previsto para dia 14, finalmente a bola rolou nos gramados portenhos.

E só rolou porque segundo a imprensa argentina, na semana passada o governo aceitou pagar 600 milhões de pesos (não confirmados) para transmitir o torneio em TV aberta, o que gerou críticas da oposição, já que o valor representa o dobro do que pagava a TV a cabo.

Os times estão bem diferentes daqueles que terminaram o Clausura. O mercado foi bem movimentado e a exemplo do que acontece no Brasil, os argentinos viram as revelações deixarem seus clubes rumo a outros países. No caso dos hermanos a Itália e o México são os destinos mais comuns.

Mas saindo da área política e econômica, o Apertura começou com o atual campeão VélezSarsfield vencendo o Colón por 1 a 0 em Santa Fé. O gol da vitória foi marcado por JonathanCristaldo aos 83 minutos.

O vice-campeão Huracán que viu vários titulares irem embora depois da boa campanha no Clausura 09, perdeu em casa para o Lanús por 2 a 1. Salcedo marcou duas vezes para o Lanús e Leandro Diaz descontou para o Globo.

Em plena Bombonera os Xeneizes decepcionaram e ficaram no empate com o Argentinos Juniors. E o time da casa saiu perdendo, aos 30’ Gabriel Hauche e aos 45’ Nicolas GianniGuillermo Marino descontou aos 47’ e empatou em seguida, aos 51’. fizeram para os visitantes. O desastre ficou menor no começo da segunda etapa, quando

O campeão da Libertadores 2009 Estudiantes largou bem ao bater o Arsenal de Sarandí. Longe de casa a equipe não se intimidou e marcou logo aos 8’ com Mauro Boselli. Aos 45’ Christian Cellay ampliou e deu a vitória ao Estudiantes.

A maior decepção da rodada de abertura foi o River Plate. Os millionários foram até o estádio Florêncio Sá enfrentar o Banfield e perderam por 2 a 0. Os corinthianos devem lembrar bem (ou preferem esquecer) de Santiago Silva, uruguaio conhecido por aqui como ‘El Tanque’. Pois foi ele que marcou o primeiro gol do jogo aos 2’. Seu compatriota Sebastián Fernández decretou a vitória aos 32’.

Quem lidera a competição é o San Lorenzo. A equipe de venceu por 3 aAtl. Tucumán no estádio do Gasômetro. G. Bergessio, J. Menseguéz e P. Pintos marcaram para o time da casa e D. Barone descontou para o Tucumán.

Outros resultados.

Independiente 0x1 Newell’s (gol de Juan Insaurralde)

Chacarita Jrs 1x2 Tigre (Lázzaro duas vezes para o Tigre e D.Pereira para o Chacarita)

Rosário Central 1x0 Racing (Gervásio Núñez)

Gimnasia 0x2 Godoy Cruz (M. Jara e F. Higuain)

No próximo post as transferências que agitaram os clubes argentinos.

domingo, 23 de agosto de 2009

Futebol de Mesa resiste a popularização dos vídeos games

Por Renato Fernandes

Campeonatos de Futebol de Botão são organizados oficialmente em 16 estados do Brasil. Além disso, órgãos como a Confederação Brasileira de Futebol de Mesa (CBFM) e a Federação Paulista de Futebol de Mesa (FPFM) lutam para que o esporte criado em 1930 não desapareça, apesar da era dos jogos eletrônicos do século XXI.
O diretor de marketing da FPFM Eduardo Paiva fala sobre o papel da federação desde a sua criação em nove de junho de 1983. “Temos contribuído para a popularização dos jogos, melhor organização dos campeonatos, não deixar que o futebol de mesa morra”, afirma.
Existe até o dia do botonista comemorado no dia 14 de fevereiro. A data foi oficializada pelo ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin em 2001 e marca o nascimento de Geraldo Décourt, um dos precursores do gênero no Brasil. Paiva enfatizou que o jogo permite a criatividade e imaginação, pois até Pelé e Robinho podem atuar no mesmo time.
Na hora de comprar o botão, os jogadores podem fazer equipes personalizadas. “Um cliente nos encomendou o Barcelona com a foto do neto de dois meses em várias posições”, afirma o proprietário de uma das lojas desse segmento Émerson Coelho. Paiva também comentou sobre suas invenções. “Já tive time até onde cada jogador era nome de um petisco como bacon, provolone, sardinha”.
Os jogos de botões podem ser comprados em bancas de jornal e mercados. Entretanto, lojas que além de customizarem seus produtos com cores e fotos, ajustam angulação, peso e altura conforme gosto e necessidades dos clientes. Quanto mais acessórios diversificados, maior o valor.
No Brasil são disputados torneios em grupo e individual. Os participantes são divididos em três classes ouro, prata e bronze. Ao mesmo tempo há a classificação de cada componente no ranking. Como o esporte é praticado em regiões diferentes do país, cada lugar tem sua maneira de jogar. Mas há a regra baiana (Cada jogador pode dar apenas um toque), carioca (três toques) e paulista (12 toques). O regulamento de São Paulo é o mais utilizado.
Em outros países existe a prática do sectorball, um jogo de botão estrangeiro, onde são adotadas regras diferentes, ao invés de uma bola é usada uma pastilha. O advogado Paulo Perrotti participou de um campeonato na Hungria. “Esse tipo de jogo já é mais tático do que o nosso, às vezes você faz uma jogada a seu favor até sem bola. Apesar de gostar, ainda prefiro a versão brasileira”, completa o botonista. Aliás, o país europeu vai organizar uma competição mundial de futebol de mesa com a regra de 12 toques esse ano.
O dono de uma das lojas do ramo Eduardo Toscano ressaltou um problema. A popularidade do futebol de mesa caiu por falta de opção. Os mais jovens não encontram com facilidade, é mais fácil achar jogos para consoles de vídeo game ou para computadores. Todavia, o esporte tem seus admiradores como o psicólogo Paulo Madjarof que joga profissionalmente a mais de 20 anos. “Comecei quando tinha 7 anos de idade, porque ganhei um Corinthians e Palmeiras, jogava até no chão, e desde então sempre pratico, funciona como uma terapia”.

Renato Fernandes é estudante de jornalismo da Universidade São Judas Tadeu e escreve para o site http://clickcultural.virgula.uol.com.br, além de manter o blog http://lagrandepoderosa.blogspot.com.

Imagens Renato Fernandes