segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Perfil: José Gustavo Sand - Pepe

Artilheiro do campeonato argentino por dois torneios seguidos, Jose Sand transferiu-se em agosto para o Al Ain dos Emirados Árabes Unidos e logo na sua estréia mostrou o que faz de melhor, gols.

A Carreira

Pepe, apodo de Sand em seu país, começou a carreira no River Plate em 1998, no entanto ele não teve muitas oportunidades no time e foi para o Colón em 1999. No ano seguinte transferiu-se para o Independiente Rivadavia e disputou a segunda divisão do Argentino. Em 2001 Pepe foi negociado com o Vitória-BA e disputou o Brasileirão de 2001 e a Copa do Brasil de 2002.

Pelo campeonato Brasileiro ele estreou contra o Flamengo no empate de 1 a 1. Em seu terceiro jogo no torneio Sand foi ao estádio Anacleto Campanella e marcou o seu primeiro gol no Brasileirão. Depois desse viriam ainda outros 3. Foram 14 jogos e 4 gols. Pela Copa do Brasil Sand não marcou em seus 4 jogos.

Em 2002 ele voltou ao futebol argentino para defender outro clube desconhecido, o Defensores de Balgrano. Na temporada seguinte consagraria-se artilheiro da segunda divisão com 13 gols. As boas atuações na série b argentina chamaram a atenção do poderoso River Plate.

Com a chance de jogar por uma equipe grande e desta vez com status de artilheiro, Sand ficou abaixo do esperado. Na temporada 2004/2005 ele fez apenas 8 gols em 42 partidas. Deve-se dizer porém, que na equipe daquele ano faziam parte jogadores como Fernando Cavenaghi, Falcão Garcia, Maxi López e Marcelo Salas.

Em 2005 Pepe é negociado com o Banfield. Pelo clube verde e branco ele retoma a boa fase e ajuda a equipe a terminar em 5º lugar no Clausura. Foram 5 gols no Clausura e depois mais 5 no Apertura.

Depois de sete anos ele retorna ao Colón. Em Santa Fé, Sand disputa o campeonato nacional e marca sete vezes em 24 partidas.

Ainda com marcas pouco expressivas, Sand transfere-se para o Lanús em 2007. No clube grená entretanto ele encontra o bom futebol. No Apertura ele atinge a marca de 15 gols e ajuda o Lanús a conquistar o inédito título de campeão nacional logo em sua primeira temporada, além da vice-artilharia.

Ano passado Pepe se consagraria em seu país como principal artilheiro do Apertura. Responsável por quase metade dos gols de seu time, Sand marcou 15 vezes e levou sua equipe ao quarto lugar.

Este ano, Sand continuou goleador. Ele balançou as redes 13 vezes e garantiu o terceiro lugar ao Lanús, inclusive com 3 gols nas última duas rodadas, um deles diante do campeão Vélez.
Foi a primeira vez que um jogador conquistou de forma seguida a artilharia do nacional, desde 1980 quando Maradona foi quatro vezes artilheiro pelo Argentinos Juniors.

O Adeus

Valorizado, Sand deixou claro em julho deste ano a vontade de sair. A melhor proposta não foi de um grande centro europeu, mas sim dos árabes. O Al Ain pagou aproximadamente US$ 10 milhões para ficar com o jogador de 29 anos. Pelo clube grená, Sand marcou 55 gols em 80 partidas, média de 0,68 por partida.

Na seleção Sand não teve muitas chances. Foi convocado apenas duas vezes. Uma delas pelo atual técnico Diego Maradona, para o jogo contra o Panamá. O jogo foi 3 a 1 para a Argentina, com grande participação de Defederico, atualmente no Corinthians.

Sua estréia pelo clube árabe foi contra o Al Nasr. Pepe marcou de pênalti o primeiro da vitória por 2 a 0. O Al Ain conta ainda com dois jogadores conhecidos da torcida brasileira. O brasileiro Émerson ex-Flamengo e o chileno Valdivia ex-Palmeiras.

Falta de incentivo impede crescimento do rugby no país

(Matéria do começo do ano, está no Jornal Expressão da Universidade São Judas Tadeu do mês de Junho)

Sem patrocinadores fortes, investimentos e praticamente esquecido pelos meios de comunicação do país, o rugby busca mais espaço na terra onde reina o futebol. Criado e idealizado para ser um esporte que prioriza a amizade, a lealdade e as regras, além do companheirismo, o rugby está atualmente entre os esportes mais praticados no mundo.

Mesmo sem atrair o público e a mídia do país, o rugby conta, segundo o site da Associação Brasileira de Rugby (ABR), com o terceiro evento esportivo mais importante do planeta, que é a Copa do Mundo, atrás apenas das Olimpíadas e da Copa do Mundo de Futebol.

Passados mais de 70 anos da primeira partida da seleção nacional, o esporte ainda caminha a passos lentos. Parte da responsabilidade é da própria imprensa, que fala pouco sobre o jogo. Para o ex-jogador do SPAC e da seleção brasileira e hoje comentarista da ESPN, Rouget Maia, “a mídia trabalha onde tem dinheiro e retorno de audiência”, o que não ocorre atualmente no país.

Mas a culpa é também de quem regulamenta e controla o esporte, a ABR, que falha na organização de bons torneios. Funciona na verdade como uma cadeia de acontecimentos, como explica Rouget. “Campeonatos e times organizados geram interesse do público, identificação e formação de torcidas. A TV vai aparecer e com ela o patrocinador”, diz ele.

A falta de apoio é tamanha que a seleção feminina (atual pentacampeã sul-americana) precisou fazer um calendário sensual para tentar arrecadar dinheiro para a disputa do Mundial feminino em Dubai, em março de 2009.

O Mundial foi o primeiro da categoria a ser disputado no sistema de ‘sevens’. “No rugby existem duas modalidades, uma de 15 jogadores de cada lado e outra de sete, também chamada Sevens”, explica o administrador do site rugbymania.com.br, Tárcio Corá.

Mas a forma mais tradicional do jogo é mesmo a de 15 jogadores, tendo a Copa do Mundo como sua principal competição. A próxima edição acontecerá em 2011, na Nova Zelândia. No Brasil os campeonatos regionais se destacam no primeiro semestre, e o segundo fica reservado para o nacional. “Os campeonatos começam na metade de março, começo de abril. Paulista A, Paulista B, Paulista do Interior, Fluminense A e Fluminense B são alguns deles. O Brasileiro é disputado a partir de agosto”, diz Corá.

O maior campeão Brasileiro é o SPAC com 12 títulos, porém seu último triunfo foi em 1999. O atual campeão nacional é o São José Rugby Club que forma a base da atual seleção. Sobre a possibilidade do seu ex-time lutar pelo título este ano, Rouget mostra confiança. “O SPAC nunca terá um time ruim, a tradição é grande. O clube tem um grupo unido e renovado, com a mescla entre experiência e juventude”, comenta.

Origem

A história mais difundida é que o esporte surgiu na Inglaterra, em 1823. Segundo os relatos teria surgido em um colégio chamado Rugby School, quando estudantes jogavam futebol e um atleta teria pegado a bola com as mãos e corrido com ela até o fim do campo adversário, onde os jogadores tentavam agarrá-lo.

Somente em 1871 aconteceu a primeira partida oficial, na Escócia quando a equipe local venceu a Inglaterra. Após 12 anos surgiu o torneio de seleções Home Nations, disputado por Inglaterra, Escócia, Irlanda e País de Gales. Em 1910 a França passou a integrar o grupo, que tornou-se Five Nations. Em 2000 a Itália entrou para esse seleto grupo e o campeonato passou a ser conhecido como Six Nations, um dos torneios mais importantes e antigos do mundo.

O jogo chegou ao Brasil somente no fim do século XVIII. Em meados da década de 20 começou a ser disputado com uma maior freqüência. A primeira partida foi disputada apenas em 1932 quando enfrentou a África do Sul.

Abaixo a capa do Expressão. Rugby como matéria de capa da editoria de esportes.


Imagens: Tárcio Corá
Expressão: Prof. Ieda Santos

domingo, 27 de setembro de 2009

Novo rei da Argentina?

Nada de River e Boca. O time que impõe respeito e bom futebol, aliado a grandes resultados é o Estudiantes.

Se no Clausura 2009 a equipe ficou em 6º lugar por causa da disputa da Libertadores, os Pinchas sobram no Apertura. Para comparar, em todas as 19 rodadas do Clausura 2009 o clube dirigido por Alejando Sabella conquistou 8 vitórias. Neste início já são 5 em 6 disputados. A diferença fica mais clara se compararmos as seis rodadas do torneio passado com o atual. Naquela ocasião o clube de La Plata tinha apenas uma vitória, um empate e quatro derrotas.

Já garantido na Libertadores do ano que vem por ser o atual campeão, o Estudiantes busca seu quinto título nacional. O último triunfo foi no Apertura 2006, quando empatou em pontos com o Boca e venceu no playoff por 2 a 1. Sem vencer desde 1983 o título veio com o retorno do craque Verón, num time que tinha entre outros Mariano Pavone - hoje no Betis e Jose Sosa, atualmente no Bayern.

O momento dos Pinchas é tão bom que la Brujita Verón afirmou ao jornal Olé que a equipe atual lembra um pouco alguns grandes times em que jogou. "Con la Lazio, por la solidez. Un poco con el Parma. Pero por juego, creo que con el que más se parece es con el Manchester United", disse.

Outro dado importante nessa atual campanha é o poder do ataque pincha. São 15 gols em 6 jogos, uma média de 2,5 por partida e conta com o vice-artilheiro da liga, Mauro Boseli com 5 tentos. Pode não parecer muito, mas num campeonato que até aqui é marcado pela baixa média de gols (chegou a 1,7 na quarta rodada), é um marco significativo.

A mais recente vítima do ataque foi o Boca. Em La Plata o veterano José L. Calderón de 38 anos e o jovem Enzo N. Pérez de 23, marcaram para derrotar os xeneizes, que se complicam a cada rodada.

História

Em 1905 um grupo com a maioria formada por estudantes universitários se reuniu para criar o seu clube de futebol. Com tantos estudantes presentes o nome foi aceito.

No ano seguinte uma Assembléia decidiu as cores do clube, baseadas nas cores do Club Alumni, equipe que representava os alunos do English High School.

Hino

No te declares jamás vencido,
aunque mil veces en la lucha caigas,
que caer no es ceder si has conseguido,
levantarse de nuevo en otras tantas.
ADELANTE ESTUDIANTES ADELANTE !!!!
Con el aire cabal del vencedor,
la derrota y el triunfo son instantes,
y el laurel no es eterno en su verdor,
horizonte sonoro de clarines,
y muchedumbre de pañuelos blancos,
a tanta gloria permanente marco,
y alboroto triunfal de banderines.
No te declares jamás vencido,
aunque mil veces en la lucha caigas,
que caer no es ceder si has conseguido,
levantarse de nuevo en otras tantas,
ADELANTE ESTUDIANTES ADELANTE !!!!
con el aire cabal del vencedor,
la derrota y el triunfo son instantes,
y el laurel no es eterno en su verdor,
ADELANTE ESTUDIANTES ADELANTE !!!!
con el paso marcial animo tenso,
alta la frente, ilasado el pecho,
y la casaca bicolor triunfante !!!!!

Distintivos




Títulos
Mundial 1968,
Libertadores 1968, 1969, 1970 e 2009
Argentino 1967,1982, 1983 e 2006

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Quem foi Nobel?

Dias atrás estava lendo uma nota sobre o prêmio Nobel da Paz. Surgiu então a curiosidade de saber mais sobre a pessoa que dá nome ao prêmio, de entender a sua real motivação.



Alfred Bernhard Nobel nasceu na cidade de Estocolmo, Suécia, no dia 21 de outubro de 1833. Ele era filho de Andrietta Ahlsell e Immanuel Nobel, que era engenheiro civil e inventor. Ainda pequeno mudou-se para São Petesburgo na Rússia, onde estudou. Nobel mostrou interesse em literatura e química, e foi para a França, Estados Unidos e Alemanha estudar mais sobre o assunto. Em uma dessas viagens conheceu o italiano Ascanio Sobrero, que inventou a nitroglicerina.



O encontro fez Nobel se interessar pelo experimento, ele voltou em 1863 para a Suécia e começou a testar a nitroglicerina. Um de suas experiências porém, terminou tragicamente, uma explosão causou a morte de seu irmão mais novo, Emil.



A criação da dinamite



Nobel mudou-se para Helenborg e continuou seus testes com a nitroglicerina até que conseguiu manipular o produto e produzir a chamada 'pólvora de segurança de Nobel', definida depois como dinamite (que vem do grego Dynamis, ou seja, força). O invento facilitou explosões em construções e espalhou-se pelo mundo, com a patente Nobel ficou milionário.



Abalado com o uso de sua invenção em guerras, Nobel deixou em seu testamento que seus bens ficariam para uma instituição que recompensaria anualmente pessoas que fizessem ações humanitárias. Criou-se então o conceituado prêmio que leva seu nome.



Os prêmios



São cinco as categorias. Os vencedores nos campos da paz, literatura, química, física e medicina recebem o prêmio em dezembro, no dia 10 de cada ano. Somente no da paz não é entregue em Estocolmo, mas em Oslo, na Noruega. A data de entrega refere-se ao aniversário da morte de Nobel, que ocorreu em 1896 na cidade de San Remo na Itália.



A seguir alguns vencedores do Nobel da Paz.




1906- Theodore Roosevelt (EUA) - Por promover a paz entre Rússia e Japão.

1953- George Marshall (EUA) - Pelo Plano Marshall.

1964- Martin Luher King Jr (EUA) - Ativista dos direitos humanos

1975- Andrei Sakharov (URSS) - Pela campanha em favor dos direitos humanos.

1979- Madre Tereza de Calcutá (Albânia) - Pela luta contra a pobreza na Índia.

1987- Óscar Arias (Costa Rica) - Por iniciar a paz na América Central.

1990- Mikhail Gorbachev (URSS) - Pelo fim da Guerra Fria.

1993 - Nelson Mandela (África do Sul) - Pelo fim do Apartheid.

2007- Al Gore (EUA) - Pela campanha para conscientizar a população sobre as mudanças climáticas.

2008- Martti Ahtissari (Finlândia) - Por contribuir para a solução de conflitos internacionais.







Alguns vencedores do Nobel de Literatura




1953 - Winston Churchill (Reino Unido).

1971 - Pablo Neruda (Chile).

1982 - Gabriel García Marquez (Colômbia).

1998 - José Saramago (Portugal) (Foto).

2007 - Doris Lessing (Reino Unido).

2008 - Jean-Marie Gustave Le Clézio (França e Ilhas Maurício).



Destaque também para o vencedor do Nobel de Física de 1921, o alemão Albert Einstein. (Alemanha)

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Crise em Honduras

Eleição de Zelaya

Em novembro de 2005 Manuel Zelaya é eleito pelo Partido Liberal (PL) com 51% dos votos contra 45% de Porfirio Lobo Sosa do Partido Nacional (PN). O PL obtém 62 das 128 cadeiras da Assembléia Nacional e o PN 55. Em janeiro de 2006 Zelaya assume.

Em março deste ano o presidente propôs um plebiscito que permitiria a reeleição presidencial. Porém a Constituição datada de 1982 possui uma cláusula pétrea para mandato único.

No dia 25 de junho Zelaya ignora decisão da Suprema Corte que ordenou a readmissão do general Romeo Vasquez, demitido por ser contra a mudança na Constituição. No dia seguinte o presidente afiirma que a tensão foi superada e prepara o referendo para a reforma. A OEA (Organização dos Estados Americanos) envia uma comissão especial para analisar a situação no país.

O golpe

Militares invadiram o palácio presidencial no dia 28 de junho, dia do referendo, e levaram Zelaya para instalações da Força Aérea. Ainda vestindo pijamas ele é mandado para a Costa Rica, sob asilo político.

O presidente do Congresso, Roberto Micheletti assume o comando do país e avisa que não houve golpe de Estado.

A Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas) se reúne no dia 30 de junho e divulga repúdio ao golpe e exige a restauração imediata do presidente.

O desenrolar dos fatos

O governo interino anuncia a saída da OEA.

Na tentativa de voltar ao país o Exército hondurenho impede que o avião de Zelaya aterrisse. No local ocorre um confronto entre manifestantes e forças de segurança.

O regime interino expulsa funcionários da embaixada argentina em resposta à expulsão da embaixadora hondurenha na Argentina. No dia seguinte a Anistia Internacional divulga o aumento das violações aos direitos humanos em Honduras.

Com o intuito de pressionar o governo hondurenho, o Brasil ordena que os hondurenhos vão precisar de visto para ingressar no país. No mesmo dia os EUA reconhecem o golpe.

Exilado na Nicarágua, Zelaya comemora seus 57 anos, dia 19 de setembro.

Na segunda-feira (21/09) Zelaya retorna à capital Tegucigalpa e procura abrigo na Embaixada do Brasil.



Dados Gerais

Área: 112.492 km.
Hora local: - 3 (Brasília)
Clima: tropical
População: 7,2 milhões (2006)
Idioma: Espanhol
Religião: Cristianismo (96%)
Governo: República presidencialista, 18 departamentos.
Economia: Moeda é a lempira. O PIB é de US$ 9,2 bilhões.

História

A cidade de Copán, das ruínas maias é considerada patrimônio da humanidade pela Unesco .

Em 1502 Colombo chega ao local.

Espanhóis brigam com os guerreiros maias e matam o seu líder Lempira em 1539.

Em 1821 Honduras liberta-se da Espanha.

Em 1823 integra a Federação Centro-Americana.

No ano de 1838 torna-se independente.

Eleito presidente em 1932 o general Tiburcio Carías Andino governa como ditador por 17 anos.

O furacão Mitch destrói quase 70% da infraestrutura produtiva e deixa mais de 6 mil mortos em 1998.



Ano passado Honduras filia-se ao PetroCaribe - acordo com a Venezuela para compra de petróleo a preços menores que os praticados pelo mercado internacional. Além disso, ingressa na Alba - Alternativa Bolivariana das Américas, comandada por Hugo Chavéz.

sábado, 19 de setembro de 2009

Atrasado, mas os resultados da 5ª Rodada

Em Rosário nada de gols e o Estudiantes goleia e lidera

No jogo mais esperado o Central empatou sem gols em casa contra o Banfield. Até então líder isolado e com aproveitamento máximo dos pontos, o Central jogava em casa e a expectativa de vitória era grande. A liderança agora pertence ao Estudiantes, que venceu por 4 a 1 o Huracán.

No sábado, o Vélez que faz boa campanha empatou em 2 a 2 fora de casa com o Independiente. O Colón recebeu o Chacarita e venceu por 3 a 1. O Chacarita segue com aproveitamento pífio, perdeu todos os jogos. Em La Plata o Gimnasia passou pelo Tigre por 2 a 0. Completando a rodada do dia o Argentinos rexebeu o Atlético Tucumán e conquistou sua segunda vitória.


Para fechar a rodada os dois maiores clubes do país perderam mais uma. O Boca recebeu o Godoy Cruz na Bombonera e após estar perdendo virou a partida, mas sofreu o empate e a virada, final 3 a 2. O River foi a Sarandí e sofreu sua terceira derrota no torneio. O gol da vitória do Arsenal saiu logo aos 9' com Cristian O. Alvarez.

O Newell's foi a Lanús e bateu o time da casa por 2 a 0. Com o placar o clube continua na quinta posição, porém viu a vantagem que era de cinco pontos para o líder cair para três. San Lorenzo e Racing que vinham de empates jogaram em Avellaneda e não marcaram. O primeiro seguem sem derrotas e o segundo sem vitórias. São eles inclusive os times que mais empataram no Apertura, 4 vezes em 5 jogos.

Classificação
1Estudiantes 13
2
Rosario Central 13
3Vélez 11
4 Banfield 11
5Newell`s 10
6Argentinos 9
7Colón 8
8
Godoy Cruz 8
9Independiente 7
10San Lorenzo 7
11Arsenal 7
12Atlético Tucumán 6
13Boca 5
14Racing 4
15River 4
16Lanús 4
17Gimnasia 4
18Tigre 3
19Huracán 1
20Chacarita 0

Artilheiros

Santiago M. Silva (Banfield) e Mauro Boselli (Estudiantes) com 5 gols

Novidade: No quadro ao lado, abaixo dos sites recomendados, você pode acompanhar os resultados, os goleadores e a classificação do Apertura.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Dia 16 de setembro o jornalista Vitor Birner postou em seu ótimo blog a relação dos brasileiros mais bem pagos no Brasil e no mundo.

Que Kaká seria o primeiro não restavam dúvidas, nada mais justo. Mas alguns nomes causam estranheza, como é o caso do goleiro Doni (Roma), que aparece em décimo lugar, a frente do titular da seleção nacional Julio Cesar (16º). O zagueiro e capitão da seleção e recém contratado pela poderosa Inter de Milão, Lúcio, está atrás de Cris (8º) do Lyon.

No Brasil a situação é parecida. Ronaldo é o mais bem pago, seguido por Adriano e Fred. Porém as surpresas surgem rapidamente, com Dodô e Fabão figurando entre os 10 primeiros da lista. Isso mesmo, Fabão. Souza que é constantemente criticado pela torcida e reserva no Corinthians, surge em 17º.

Segue a lista do blog do Birner.

Jogadores brasileiros no mundo

(salários mensais e anuais)

1) Kaká (Real Madrid) – 750.000 € – 9.000.000 €
2) Robinho (Man City) – 637.000 € – 7.650.000 €
3) Diego (Juventius) – 583.300 € – 7.000.000 €
4) Ronaldinho (Milan) – 541.600 € – 6.500.000 €
5) Deco (Chelsea) – 500.000 € – 6.000.000 €
6) Rivaldo (Bunyodkor) – 416.000 € – 5.000.000 €
7) Roberto Carlos (Fenerbahce) – 375.000 € – 4.500.000 €
8 ) Cris (Lyon) – 350.000 € – 4.200.000 €
9) Dida (Milan) – 333.300 € – 4.000.000 €
10) Doni (Roma) – 333.300 € – 4.000.000 €
11) Ricardo Oliveira (Al Jazeera) – 333.300 € – 4.000.000 €
12) Belletti (Chelsea) 320.000 € – 3.840.000 €
13) Lucio (Inter) – 300.000 € – 3.600.000 €
14) Maicon (Inter) – 300.000 € – 3.600.000 €
15) Ronaldo (Corinthians) – 300.000 € – 3.600.000 €
16) Julio Cesar (Inter) – 291.000 € – 3.500.000 €
17) Pato (Milan) – 291.000 € – 3.500.000 €
18) Mancini (Inter) – 291.000 € – 3.500.000 €
19) Amauri (Juventus) – 291.000 € – 3.500.000 €
20) Diego Cavalieri (Liverpool) – 280.000 € – 3.360.000 €
21) Thiago Neves (Al Hilal) – 266.600 € – 3.200.000 €
22) Thiago Motta (Inter) – 250.000 € – 3.000.000 €
23) Maxwell (Barcelona) – 250.000 € – 3.000.000 €
24) Grafite (Wolfsburg) – 250.000 € – 3.000.000 €
25) Elano (Galatasaray) – 250.000 € – 3.000.000 €
26) Anderson (Manchester) – 240.000 € – 2.880.000 €
27) Alex (Chelsea) – 240.000 € – 2.880.000 €

Jogadores brasileiros no Brasil
(salários mensais e anuais)

1) Ronaldo (Corinthians) – 300.000 € – 3.600.000 €
2) Adriano (Flamengo) – 141.000 € – 1.700.000 €
3) Fred (Fluminense) – 120.000 € – 1.440.000 €
4) Dodô (Fluminense) – 80.000 € – 960.000 €
5) Fabão (Santos) – 80.000 € – 960.000 €
6) Kleber Pereira (Santos) – 80.000 € – 960.000 €
7) Edmilson (Palmeiras) – 73.700 € – 885.000 €
8 ) Leandro Amaral (Fluminense) – 70.000 € – 840.000 €
9) Kleberson (Flamengo) – 62.000 € – 745.000 €
10) Zé Roberto (Flamengo) – 62.000 € – 745.000 €
11) Gilberto (Cruzeiro) 60.000 € – 720.000 €
12) Jorge Wagner (São Paulo) – 60.000 € – 720.000 €
13) Kleber (Internacional) – 55.800 € – 670.000 €
14) Juan (Flamengo) – 55.000 € – 660.000 €
15) Bruno (Flamengo) – 52.000 € – 625.000 €
16) Leo Moura (Flamengo) – 52.000 € – 625.000 €
17) Souza (Corinthians) – 50.000 € – 600.000 €
18) Edu (Corunthians) – 50.000 € – 600.000 €
19) Dagoberto (São Paulo) – 47.900 € 575.000 €
20) Diego Souza (Palmeiras) – 47.900 € 575.000 €
21) Hernanes (São Paulo) – 45.000 € – 540.000 €
22) Fabricio (Cruzeiro) – 45.000 € – 540.000 €
23) Diego Tardelli (Atlétic-MG) – 45.000 € – 540.000 €
24) Denis Marques (Flamengo) – 43.700 € – 525.000 €
25) Diguinho (Fluminense) – 42.000 € – 505.000 €

Complemento: 18h18

Observação: Os valores apresentados são resultado da pesquisa efetuada em diversas publicações mundiais relacionadas com o futebol. Os valores são oficiosos e aproximados, estando dependentes de novas contratações ou renovações de contratos. Poderão ao longo do tempo existir diferenças em relação aos valores apresentados devido a variações cambiais.

http://www.futebolfinance.com/os-salarios-dos-jogadores-brasileiros-2009

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Apertura rodada a rodada


Rodada define Central como lider isolado

Mais uma rodada magrinha de gols no Apertura. A média de gols ficou em 1,7. Apenas um jogo teve vitória com mais de um gol e nenhuma com mais de dois. A falta de gols é tamanha que o artilheiro do torneio é...pasmem, Santiago "El Tanque" Silva (foto). Empates foram 4. Quem jogou em casa não se deu bem, foram apenas duas vitórias.

Somente o Rosário Central segue com 100% de aproveitamento de pois de vencer o lanterna Chacarita por 1 a 0, com gol de Jorge M. Núñez aos 33'. O Central é tetracampeão e não ganha o título nacional desde a temporada 1986/1987. Na época, o torneio era disputado em 38 rodadas e o clube ficou apenas um ponto a frente do rival local Newell's Old Boys.

O Vélez teve a chance de chegar a quarta vitória também, mas empatou sem gols com o San Lorenzo no sábado e ficou em segundo lugar.

Ao lado do Vélez estão Estudiantes e Banfield com 10 pontos. O primeiro venceu o Independiente por 2 a 1, com um gol aos 87'. O Banfield, surpresa até aqui, ganhou fora de casa por 2 a 1, do Lanús.

Boca e River

Com campanhas medianas, os maiores clubes do país não marcaram, porém só os xeneizes perderam. No Monumental de Nuñes o River não saiu do zero com o Colón. Com um gol em cada tempo o Atlético Tucumán derrotou o Boca.

Lanternas

Huracán e Gimnasia fizeram seus primeiros pontos com empates longe de seus domínios. O Globo perdia por 1 a 0 para o Godoy Cruz até os 84', quando Leandro Díaz empatou. Já o clube de La Plata foi a Avellaneda enfrentar o Racing e conquistou seu primeiro ponto com gol de
Sebastián Romero aos 75'.

Próxima Rodada

O jogo principal acontece sexta, entre Central e Banfield.

Sexta
Huracán-Estudiantes
Rosario Central-Banfield
Sábado
Colón-Chacarita
Gimnasia-Tigre
Argentinos-Atlético Tucumán
Independiente-Vélez
Domingo
Lanús-Newell`s
San Lorenzo-Racing
Boca-Godoy Cruz
Arsenal-River

Resultados

Racing 1 x 1 Gimnasia
Newell`s 0 x 1 Argentinos
Chacarita 0 x 1 Rosario Central
Vélez 0 x 0 San Lorenzo
Tigre 1 x 2 Arsenal
Atlético Tucumán 2 x 0 Boca
Lanús 1 x 2 Banfield
River 0 x 0 Colón
Estudiantes 2 x 1 Independiente
Godoy Cruz 1 x 1 Huracán

Classificação

1Rosario Central 12
2Estudiantes 10
3Banfield 10
4Vélez 10
5Newell`s 7
6Independiente 6
7San Lorenzo 6
8Argentinos 6
9Atlético Tucumán 6
10Colón 5
11Godoy Cruz 5
12Boca 5
13Lanús 4
14River 4
15Arsenal 4
16Racing 3
17Tigre 3
18Huracán 1
19Gimnasia 1
20Chacarita 0


Artilheiros

Santiago M. Silva (Banfield) com 5 gols
Mauro Boselli (Estudiantes) com 4 gols

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Torneo Apertura 2009 Fecha 3

Rapidinhas da Terceira Rodada.

A rodada foi marcada por muitos empates, foram 4 no total. A média de gols foi a menor do Apertura 2,1. Isso graças a goleada aplicada pelo Colón sobre o Tigre por 5 a 1. Mas ficou bem abaixo dos 3,3 da rodada anterior e dos 2,3 da primeira rodada.

Outra vez River e Boca decepcionaram. O primeiro segue sem pontuar longe do Monumental de Nuñes. Já o segundo, empatou outra vez em casa. Destaque também para a vitória fora de casa do Atlético Tucumán sobre o Huracán por 2 a 0. O globo perdeu seus 3 jogos e só marcou um gol.

Oito equipes seguem sem perder no Apertura, mas somente duas seguem com 100% de aproveitamento. Vélez e Rosário Central venceram as três partidas que fizeram. Dos invictos o pior colocado é o Argentinos Jrs que também segue sem vencer, foram três empates. Mais cinco times seguem sem sentir o gostinho da vitória e três deles só perderam.

O melhor ataque até aqui pertence ao Estudiantes, que não por acaso tem o artilheiro do torneio Mauro Boselli com 3 gols, ao lado de Esteban fuentes (Colón), Lenadro Lázzaro(Tigre) e "El tanque" Santiago Silva(!) do Banfield.

Os resultados

Arsenal 0-0 Racing
San Lorenzo 2-2 Estudiantes
Argentinos 0-0 Lanús
Huracán 0-2 Atlético Tucumán
Independiente 2-0 Godoy Cruz
Boca 1-1 Newell`s
Banfield 1-0 Chacarita
Colón 5-1 TigreF
Gimnasia 0-1 Vélez
Rosario Central 2-1 River