quarta-feira, 19 de maio de 2010

Seu time tem uma stella d’oro?

A maioria dos inúmeros fanáticos por futebol, mais precisamente os amantes do Calcio ou os mais atentos sabem o motivo de a Juventus ter acima do seu distintivo duas estrelas e seus rivais Inter e  Milan apenas uma.

juve Para quem não sabe ou nunca teve essa curiosidade, cada stella d’oro, a estrela acima do escudo do time, simboliza a conquista de dez títulos nacionais, no caso a Serie A italiana. Com 27 conquistas a Juventus possui duas, com 18 a Inter tem uma e com 17 o Milan também ostenta uma estrela. Na “bota” caso a Gênoa ganhe mais uma vez a liga, poderá colocar a estrela em seu escudo.

Essa ideia partiu da liga dos clubes italianos, quando a Juventus conquistou seu décimo título nacional em 1958. Se essa regra valesse por aqui e fosse unificada pela Fifa por exemplo, como ficariam os escudos dos clubes? No Brasil nenhuma equipe teria estrelas.

goias_goQuem estaria mais perto disso é o São Paulo com 6 títulos, mas que já possui um distintivo bastante estrelado por outras conquistas. Santos, Flamengo, Corinthians, Atlético Mineiro, Cruzeiro, Grêmio... todos teriam que refazer seus brasões. Os brasileiros adoram enfeitar seus simbolos com estrelas, mas nada comparado ao Goiás. O clube mantinha em seu escudo seis estrelas verdes. Recentemente os esmeraldinos adotaram apenas uma, na cor prata.

Como seria em outros países

Exceto a Itália, os europeus não dão tanta importância para estrelas em seus escudos e preferem mantêr os seus distintivos limpos.

Na Espanha o poderoso Real Madrid com 31 títulos reinaria com três estrelas, enquanto seu rival Barcelona teria duas com o atual troféu, e ninguém mais.

Liverpool, Manchester United e Arsenal teriam cada um direito a uma estrela em seu escudo na terra da Rainha.

Os franceses teriam apenas o Saint-Étienne com estrela em seu logo. Em Portugal Benfica com três, Porto com duas e Sporting com uma formariam a constelação lusa. Na Alemanha apenas os bávaros do Bayern de Munique teria estrelas, com duas.

Na América do Sul

Nuestros hermanos argentinos colocariam estrelas em quatro clubes. River (3), Boca (2), Independiente (1) e San Lorenzo (1).bolivar_bol

Na Bolívia o maior vencedor Bolívar com 19 títulos e Jorge Wilstermann com 10 teriam uma estrela cada. O Bolívar aliás é uma espécie de Goiás boliviano, são dez estrelas em torno do escudo.

Os chilenos do Colo-Colo teriam duas estrelas e La U (Universidad de Chile) uma. Na Colômbia três clubes usariam o ‘enfeite’, Milionários, América e Atlético Nacional.

Os paraguaios poderiam começar a pensar em mudar a regra imaginária, visto que com 38 títulos nacionais o Olimpia precisaria de mais espaço na camisa. Cerro Porteño (2) e Libertad (1) completam a lista.

Situação parecida com a dos uruguaios. Peñarol e Nacional com mais de 40 conquistas cada, teriam que modificar seus escudos.

Curiosidades

As estrelas vermelhas acima do escudo do São Paulo representam os mundiais interclubes do clube, já as amarelas representam os recordes mundias e olímpicos de Adhemar Ferreira da SIlva.

No Corinthians a estrela com o contorno prateado faz referência aos título mundial conquistado em 2000 no Brasil.

A estrela utilizada pelo Flamengo é uma homenagem ao título mundial interclubes de 1981.

O Fluminense tem três estrelas amarelas sobre o escudo, mas não são de títulos brasileiros. Elas se referem aos três tricampeonatos cariocas.

As estrelas dourada, prateada e bronzeada do Grêmio se referem aos títulos do mundial, das Liebrtadores e dos nacionais respectivamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário