terça-feira, 29 de junho de 2010

A reação no Paraguai e na Espanha

Nos dois últimos jogos das oitavas de final os paraguaios empataram com os japoneses por 0 a 0 e nos pênaltis avançaram pela primeira vez para as quartas de final. Os espnhóis com um gol irregular – mas daqueles que o árbitro não teve culpa – venceram os portugueses e estão classificados.

Veja a capa dos diários on line de cada país classificado.

ABC jornal Paraguai

O paraguaio ABC pede para a população para de sofrer, afinal a seleção guarani está nas quartas. Mais uma oportunidade de ver a bela Larissa Riquelme torcer. Será que alguém vai sofrer?1277223067_1

24_06_2010_21_32_18_1386825602

O AS aproveitou para fazer um comparação da fúria com um ‘esporte’ típico nacional.

AS Espanha

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Humor no futebol

Depois de ter sido provado que ele inventou a ‘paradinha’, ele reaparece, isso mesmo, no lance do gol argentino, Tevez não estava impedido. Veja

tevez-offside-mexico_OLEIMA20100628_0037_13

Tevez não estav impedido!!!

O verdadeiro inventor da paradinha.

pelota-ingaterra-alemania_OLEIMA20100628_0038_3 

Gol de Lampard? Que nada.

rooney-alemania-inglaterra_OLEIMA20100628_0039_3

Mais uma vez, isso é tudo pessoal!

domingo, 27 de junho de 2010

ENGLAND - GERMANY

Aproveito o pouco tempo livre para postar esse ótimo video de um comercial.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Pausa

Provas de inglês e cobertura de férias impediram as postagens dos últimos jogos.

Retorno em breve.

domingo, 20 de junho de 2010

DIÁRIO DA COPA: CAMARÕES 1X2 DINAMARCA

1251266_full-lnd Era tudo ou nada para Camarões e Dinamarca, e talvez por isso esse tenha sido o melhor jogo da Copa. Os africanos até entraram em conflito com o treinador francês para escalar o time ideal com Eto’o de centroavante e não na ponta. Parecia que a mudança ia dar resultado e com raça e marcação no campo adversário saiu o gol.

O início foi frenético, as duas seleções atacavam e não temiam o gol, pareciam acreditar no ditado que a melhor defesa é o ataque. E foi assim que saiu o primeiro gol. Aos 10’ Eto’o aproveitou cruzamento após falha do zagueiro C. Poulsen da Juventus e marcou. Festa dos leões.

Só que os dinamarqueses acordaram e em ótimo contra-ataque que começou com lançamento da defesa e passou pelo ponta Rommedahl terminou com gol do grandão Brendtner, do Arsenal.

Mas a defesa da Dinamarca estava louca para entregar e por pouco Emana e Eto’o não marcaram. O primeiro parou nas mãos de Sorensen e o segundo na trave. Ainda no fim da primeira etapa Rommedahl roubou a bola e passou para Tomasson que chutou em cima do zagueiro camaronês.

Na volta do intervalo o jogo diminuiu um pouco o ritmo e as duas seleções precisavam do gol. E mais uma vez dos pés de Rommedahl a Dinamáquina marcou. Ele recebeu lançamento e invadiu a área, driblou o zagueiro e chutou no canto, golaço.

Com o placar Camarões foi eliminado da Copa e a Holanda garantiu a vaga nas oitavas. Dinamarca e Japão decidem a segunda vaga com vantagem do empate para os orientais.

Destaques:

Rommedahl

Clube: Ajax

Jogos pela seleção: 98

Gols pela seleção: 17

Estreia: 2000 (x Ilhas Faroe)

Em Copas: 2002 (Oitavas)

Clubes: Lyngby, PSV, Charlton e NEC

170667 Eto’o

Clube: Inter de Milão

Jogos pela seleção: 94

Gols pela seleção: 43

Estreia: 1997 (x Costa Rica)

Em Copas: 2002 (Fase de grupos)

Clubes: Real Madrid e Barcelona

Estatísticas:

Chutes a Gol: Camarões 23 x 13 Dinamarca

Faltas: Camarões 9 x 12 Dinamarca

Posse de Bola: Camarões 54% x 46% Dinamarca

Impedimentos: Camarões 1 x 1 Dinamarca

Escanteios: Camarões 7 x 2 Dinamarca

Cartões: Camarões - 2 amarelos/Dinamarca – 2 amarelo

Distância percorrida em campo: Njitap 9,952 km e C. Poulsen 11.346 km

DIÁRIO DA COPA: HOLANDA 1X0 JAPÃO

1250628_full-lnd Sem ser o time dos sonhos e esperado pelos torcedores holandeses Laranja Mecânica vence Japão por 1 a 0 e se classifica com vitória dinamarquesa sobre Camarões.

O ataque tão comentado ainda não fez o que se esperava e com chute de Sneijder de fora da área aos 53’ e coloaboração de Kawashima, Holanda vence os japoneses. A defesa sempre criticada ainda não levou gols e os holandeses esperam o retorno do seu maior craque Robben.

O Japão ainda depende somente de suas forças para passar de fase, basta um empate na última rodada para se classificar. A campanha japonesa surpreende até aqui e o futebol idem. A defesa com o brasileiro Tulio Tanaka vai bem e é destaque principalmente no jogo aéreo.

"Os nossos jogadores tentaram de tudo, mas não conseguimos derrotar a Holanda. Peço desculpas aos torcedores."
Takeshi Okada, técnico do Japão

Destaques:

215002 Sneijder

Clube: Inter de Milão

Jogos pela seleção: 63

Gols pela seleção: 15

Estreia: 2003 (x Portugal)

Em Copas: 2006 (Oitavas)

 

 

210717 Tulio Tanaka

Clube: Nagoya Grampus

Jogos pela seleção: 41

Gols pela seleção: 8

Estreia: 2006 (x Trinidad e Tobago)

Em Copas: Estreante

 

Estatísticas:

Chutes a Gol: Holanda 9 x 10 Japão

Faltas: Holanda 18 x 11 Japão

Posse de Bola: Holanda 61% x 39% Japão

Impedimentos: Holanda 2 x 1 Japão

Escanteios: Holanda 4 x 5 Japão

Cartões: Holanda- 1 amarelo/

Distância percorrida em campo: Van der Wiel 10,871 km e Endo 11.005 km

DIÁRIO DA COPA: GANA 1X1 AUSTRÁLIA

60801708 Gana teve a grande chance de abrir vantagem na liderança do grupo contra a Austrália em Rustemburgo, porém mesmo com um homem a mais em campo não conseguiu a vitória.

Os Black Stars começaram mal a partida e viram Holman abrir o placar logo aos 11’ em uma falha do goleiro Kingson que rebateu uma falta. Os Socceroos faziam boa partida até Kewell salvar o gol ganês com a mão e ser expulso com 25 minutos. Resultado disso, gol de Gyan e pressão de Gana.

Os africanos apostavam na velocidade e toque de bola, mas os australianos se defendiam bem e ainda arriscavam contra-ataques que levaram perigo aos africanos. No fim empate com gosto amargo apesar da liderança para Gana.

Destaques:

208353 Gyan

Clube: Rennes

Jogos pela seleção: 40

Gols pela seleção: 20

Estreia: 2003 (x Somália)

Em Copas: 2006 (Oitavas)

 

 

94497 Schwarzer

Clube: Fulham

Jogos pela seleção: 77

Gols pela seleção: 0

Estreia: 1993(x Canadá)

Em Copas: 2006 (Oitavas)

 

Estatísticas:

Chutes a Gol: Gana 22 x 8 Austrália

Faltas: Gana 22 x 18 Austrália

Posse de Bola: Gana 50% x 50% Austrália

Impedimentos: Gana 2 x 2 Austrália

Escanteios: Gana 6 x 1 Austrália

Cartões: Gana - 3 amarelos/Austrália – 1 amarelo e 1 vermelho

Distância percorrida em campo: Ayew 10,876 km e Valeri 11.896 km

FOTOS: GLOBOESPORTE/GETTY IMAGES E FIFA

sábado, 19 de junho de 2010

DIÁRIO DA COPA: ALEMANHA 0X1 SÉRVIA

1249309_full-lndAlemanha vacila diante da Sérvia e perde a primeira na Copa. Klose é expulso e Stojkovic pega pênalti de Podolski. Primeira vitória dos sérvios em Copas após 4 jogos colocam seleção na briga por vaga na próxima fase.

Com o maior placar da primeira rodada os alemães pressionaram durante quase todo o primeiro tempo em busca do gol, mas o espanhol Alberto Undiano entrou em ação ao expulsar Klose injustamente aos 37’. Um minuto depois ataque dos sérvios e Jovanovic fez 1 a 0.

No segundo tempo a Alemanha voltou a pressionar com passes certeiros de Özil. Mas Podolski não estava bem e perdeu duas boas chances. A terceira chance veio rapidamente em um pênalti. Podolski bateu fraco e o goleiro Stojkovic pegou.

Fim de jogo e muita festa dos sérvios no Nelson Mandela Bay. Os alemães não perdiam um jogo de primeira fase de Copa desde 1986, quando foram derrotados pela Dinamarca por 2 x 0. E Klose ainda está suspenso da próxima rodada, 4 gols atrás de Ronaldo ele ainda luta para ser o maior artilheiro das Copas.

"Estou muito orgulhoso por ter feito este gol. Foi o gol mais importante da minha carreira. Agradeço ao Krasic e ao Zigic, que me viram bem posicionado para fazer o gol. Foi incrível", Milan Jovanovic

Destaques:

182206 Klose

Clube: Bayern Munique

Jogos pela seleção: 96

Gols pela seleção: 48

Estreia: 2001 (x Albânia)

Em Copas: 2002 (Vice) e 2006 (Terceiro lugar)

Clubes: Homburg 08, Kaiserlautern e Werder Bremen

214386 Stojkovic

Clube: Wigan

Jogos pela seleção: 34

Gols pela seleção: 0

Estreia: 2006 (x Rep. Tcheca)

Em Copas: Estreante

 

Estatisticas:

Chutes a Gol: Sérvia 9  x 15  Alemanha

Faltas: Sérvia 10 x 19 Alemanha

Posse de Bola: Sérvia 49% x 51%  Alemanha

Impedimentos: Sérvia 4 x 3  Alemanha

Escanteios: Sérvia 1 x 7 Alemanha

Cartões: Sérvia- 4 amarelos / Alemanha– 4 amarelos e 1 vermelho

Distância percorrida em campo: Khedira 11.901 km e Krasic 10.973 km

DIÁRIO DA COPA: INGLATERRA 0X0 ARGÉLIA

1249905_full-lnd A Copa das retrancas fez mais uma vítima, a Inglaterra que se complicou no grupo C ao empatar sem gols com a Argélia. A culpa é da Jabulani? Não. A culpa é da Itália. Em 2006 a Alemanha jogava o futebol que frisava o ataque e foi eliminada, já os campeões mundiais assim como a seleção de Parreira de 1994, joagavam para não levar gols. E é esse o princípio desta Copa, não levar gols.

Sem criatividade e com poucos bons momentos a Inglaterra sucumbiu ao sistema defensivo africano. Lampard tentava jogar por dois, visto que Gerrard jogava mal errava muitos passes. Para exemplificar, o meia do Liverpool fez 63 passes e errou 19!, um aproveitamento menor que 70%.

A saída bem que poderia ser jogadas laterais e cruzamentos para Rooney e Heskey, depois Crouch, porém dos 13 cruzamentos nenhum foi bem feito, quem mais colaborou com isso doi Johnson que errou os quatro que fez.

No Green Point Stadium o English Team empatou mais uam vez e corre risco de ficar fora da Copa caso não vença a Eslovênia na última rodada. A Argélia mais uma vez mostra que a técnica não é seu forte e nos faz imaginar como seria se o Egito estivesse na Copa.

Destaques:

182786 A. Cole

Clube: Chelsea

Jogos pela seleção: 79

Gols pela seleção: 0

Estreia: 2001 (x Albânia)

Em Copas: 2002 (quartas de final) e 2006 (quartas de final)

Clubes: Arsenal e Crystal Palace

 

183882 Yebda

Clube: Portsmouth

Jogos pela seleção: 10

Gols pela seleção: 0

Estreia: 2009 (x Ruanda)

Em Copas: Estreante

Clubes: Auxerre, Le Mans, Laval e Benfica

Estatísticas:

Chutes a Gol: Inglaterra 15 x 11 Argélia

Faltas: Inglaterra 13 x 13 Argélia

Posse de Bola: Inglaterra 48% x 52% Argélia

Impedimentos: Inglaterra 1 x 4 Argélia

Escanteios:Inglaterra 10 x 3 Argélia

Cartões: Inglaterra– 1 amarelo / Argélia – 1 amarelo

Distância percorrida em campo: A. Cole 11.441 km e Yebda 11.380

DIÁRIO DA COPA ESLOVÊNIA 2X2 EUA

1249503_full-lnd Eslovênia e Estados Unidos fizeram dois jogos no Ellis Park. No primeiro tempos os eslovênos abriram 2 a 0 no placar e com o resultado estavam bem perto da classificação para as oitavas de final.

O primeiro gol saiu de um bonito chute de Birsa de fora da área. Daí em diante só deu Estados Unidos, mas a pressão não dava resultado apesar dos bons momentos. Para piorar em um contra-ataqueSVN_1 Ljubijankic recebeu passe de Novakovic e tocou na saída de Howard. Dois a zero para o time com uniforme do minduin (Charlie Brown).

Se já estava difícil com um gol de desvantagem, com dois então ficou pior. O primeiro tempo acabou e os americanos teriam que reagir logo para buscar o empate. E foi isso que aconteceu, nos primeiros minutos de jogo Donovan diminuiu com um golaço sem ângulo. A pressão aumentou e aos 82’ veio o suado empate, Bradley recebeu de Altidore e igualou.

“Estou orgulhoso dos meus companheiros”, Landon Donovan

Destaques:

175507 Donovan

Clube: Los Angeles Galaxy

Jogos pela seleção: 123

Gols pela seleção: 42

Estreia: 2000 (x México)

Em Copas: 2002 (quartas de final) e 2006 (fase de grupos)

Clubes: Leverkusen, San Jose Earthquakes, Galaxy, Bayern Munique e Everton.

299703 Birsa

Clube: Auxerre

Jogos pela seleção: 35

Gols pela seleção: 2

Estreia: 2006 (x Chipre)

Em Copas: Estreante

Clubes: Sochaux e Gorika

Estatísticas:

Chutes a Gol: Eslovênia 7 x 14 EUA

Faltas: Eslovênia 15 x 18 EUA

Posse de Bola: Eslovênia 49% x 51% EUA

Impedimentos: Eslovênia 3 x 0 EUA

Escanteios: Eslovênia 2 x 4 EUA

Cartões: Eslovênia– 4 amarelos / EUA – 1 amarelo

Distância percorrida em campo: Kirm 11.415 km e Bradley 12.091 km

DIÁRIO DA COPA: ARGENTINA 4X1 COREIA DO SUL

1248127_full-lnd A Albiceleste passou sufoco por alguns minutos mas em outra boa atuação de Messi e com Higuaín diferente da primeira rodada quando perdeu muitos gols, o jogo virou goleada.

O primeiro gol saiu cedo novamente, aos 17’ Park Chu Young fez contra e aos 33’ Higuaín marcou de cabeça. A primeira etapa ficou nas mãos dos argentinos até os 45’, quando Lee Chung Yong empatou após falha de Demichelis.

No segundo tempo os coreanos arriscaram mais, no entanto Messi fazia grande partida e foi em jogada dele que saiu o terceiro gol. Messi invadiu a área e chutou, o goleiro rebateu nos pés do Pulga, que desta vez acertou a trave e sobrou para Higuaín fazer mais um.

E foi preciso só mais quatro minutos para a Argentina liquidar a partida. Messi lançou Agüero que tocou para Higuaín marcar seu hat-trick. Criticado na estreia, inclusive por este que vos escreve, o atacante do Real Madrid vira artilheiro do mundial. "Não há nada mais bonito do que marcar três gols em um primeiro Mundial”, disse Higuaín.

Destaques:

271550 Gonzalo Higuaín

Clube: Real Madrid

Jogos pela seleção: 7

Gols pela seleção: 5

Estreia: 2009 (x Peru)

Em Copas: Estreante

Clubes: River Plate e Real Madrid.

 

207761 Park Chu Young

Clube: Monaco

Jogos pela seleção: 43

Gols pela seleção: 14

Estreia: 2005 (x Uzbequistão)

Em Copas: 2006 ( fase de grupos)

 

Estatísticas:

Chutes a Gol: Argentina 22 x 13 Coreia do Sul

Faltas: Argentina 19 x 19 Coreia do Sul

Posse de Bola: Argentina 57% x 43% Coreia do Sul

Impedimentos: Argentina 4 x 0 Coreia do Sul

Escanteios: Argentina 6 x 2 Coreia do Sul

Cartões: Argentina– 3 amarelos / Coreia do Sul – 3 amarelos

Distância percorrida em campo: Maxi Rodriguez 10.363 km 3 Jisung 10.788 km.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

DIÁRIO DA COPA: GRÉCIA 2X1 NIGÉRIA

1248370_full-lnd Como é curioso esse tal de futebol não é mesmo? Ora bolas, todos fazem a seleção da primeira rodada da Copa e na maioria está lá o nome do criticado goleiro nigeriano Enyeama.

Claramente o fato dele ter parado Messi faz diferença. Mas não é que menos de uma semana depois disso ele é criticado pela falha na derrota nigeriana para a Grécia. Enyeama falhou, é verdade. No entanto ele fez defesas que salvaram os africanos de uma goleada para a frágil Grécia.

Daí vem o outro e diz que goleiro bom é aquele que não toma os gols fáceis, que prefere os goleiros que não pegam bolas difíceis mas seguram as mais fáceis. Qual goleiro nunca falhou? O choro do atleta africano ao fim do jogo foi uma cena que só a emoção de uma Copa pode explicar, assim como o choro do norte-coreano ao ouvir o hino nacional.

Ah o jogo? Bom, foi 2 a 1 para os gregos – pela primeira vez marcaram gols em mundiais após 5 jogos - que perdiam até a expulsão justa de Kaita aos 33’ por tentar agredir o adversário. Daí em diante só ataque grego com raras chances nigerianas. Foram 27 chutes a gol dos atletas gregos contra 10 dos africanos. O melhor em campo pela Fifa? Enyeama.

DESTAQUES:

189300 Enyeama

Clube: Hapoel Tel-Aviv (Israel)

Jogos pela seleção: 57

Gols pela seleção: 0

Estreia: 2002 (x Quênia)

Em Copas: 2002 ( Fase de grupos)

 

 

215513 Salpingidis

Clube: Panathinaikos

Jogos pela seleção: 35

Gols pela seleção: 2

Estreia: 2005 (x Bélgica)

Em Copas: Estreante

 

Estatísticas:

Chutes a Gol: Grécia 27 x 10 Nigéria

Faltas: Grécia 13 x 15 Nigéria

Posse de Bola: Grécia 56% x 44% Nigéria

Impedimentos: Grécia 3 x 1 Nigéria

Escanteios: Grécia 11 x 3 Nigéria

Cartões: Grécia – 3 amarelos / Nigéria – 1 amarelo e 1 vermelho

Distância percorrida em campo: Karagounis 10.131 km e Haruna 10.176 km

DIÁRIO DA COPA: FRANÇA 0X2 MÉXICO

1248709_full-lnd Parece que a mão de Henry colocou o mundo do futebol contra os franceses. O estádio Peter Mokaba torcia e as vuvuzelas soavam a favor do México. Inegavelmente pegou mal a classificação francesa para a Copa e eles estão pagando caro por isso.

Sem marcar nenhum gol na Copa e praticamente eliminado com a derrota de hoje, os franceses só tinham a seu favor o tabu de nunca ter perdido para os aztecas. Tinham, porque nem isso lhes restou.

Rafa Marquez, Torrado e Gio dos Santos faziam uma partida em grande nível, no entanto as chances criadas não se convertiam em gols. Surgiu então a estrela de Javier Aguirre, ele colocou em campo Hernandez aos 55’ e aos 62’ a lenda Cuauhtémoc Blanco. Dois minutos depois das alterações saiu o gol, de Hernandez.

A festa tomava conta do estádio, mas ainda assim a vantagem não era tão grande e os franceses poderiam empatar em um lance casual. Veio então o golpe final aos 79’ em um pênalti cometido por Abidal em Barrera. Blanco bateu e fez.

Agora um empate entre mexicanos e uruguaios garante a classificação de ambos. Para a França resta a missão de vencer por goleada os donos da festa e torcer por um vencedor no outro duelo. É bom pensar em 2014.   

Destaques:

228599 Hernandez

Clube: Chivas

Jogos pela seleção: 14

Gols pela seleção: 8

Estreia: 2009 (x Colômbia )

Em Copas: Estreante

 

 

225204 Malouda

Clube: Chelsea

Jogos pela seleção: 56

Gols pela seleção: 3

Estreia: 2004 (x Polônia)

Em Copas: Vice (2006)

 

Estatisticas

Chutes a Gol: França 13 x 12 México

Faltas: França 9 x 7 México

Posse de Bola:  França 53% x 47% México

Impedimentos: França 2 x 4 México

Escanteios:  França 7 x 1 México

Cartões: França  2 amarelos / México 4 amarelos

Distância percorrida em campo: Sagna 10.274 km e Torradp 11.611 km

DIÁRIO DA COPA: ÁFRICA DO SUL 0X3 URUGUAI

1247492_full-lnd Ontem começou a segunda rodada da primeira fase da Copa com os uruguaios calando as barulhentas vuvuzelas. Forlán marcou duas vezes e Pereira ampliou já nos acréscimos. Com o placar os uruguaios ficam bem perto da classificação.

A seleção Celeste pode voltar às oitavas de final de um mundial após 20 anos. A última vez que os uruguaios passaram da primeira fase foi na Copa da Itália em 1990. Na ocasião os sul-americanos terminaram em terceiro lugar no grupo, atrás de Espanha e Bélgica. Entretanto, a eliminação veio na derrota para a anfitriã Itália, 2 a 0.

Depois da eliminação ou uruguaios só voltariam a Copa em 2002, quando caíram na primeira fase no grupo que a até então campeã mundial França tabém foi eliminada por Dinamarca e a surpresa Senegal.

Este ano a chance de uma sorte melhor é grande, já que caso se  classifique em primeiro do grupo, deve escapar da Argentina. Aí sobraria para Grécia, Coreia do Sul ou Nigéria.

Para os Bafana-Bafana resta torcer por um milagre, pois terá que golear a França e torcer para uma goleada no outro jogo. Possivelmente a torcida espera que consiga ao menos uma vitória, para salvar a honra e dar alegria ao povo.

Destaques:

270775 Luis Suárez

Clube: Ajax

Jogos pela seleção: 32

Gols pela seleção: 10

Estreia: 2007 (x Colômbia)

Em Copas: Estreante

 

 

269986 Dikgacoi

Clube: Fulham

Jogos pela seleção: 39

Gols pela seleção: 2

Estreia: 2007 (x Malaui)

Em Copas: Estreante

 

Estatisticas

Chutes a Gol: África do Sul 10 x 19 Uruguai

Faltas: África do Sul 7 x 13 Uruguai

Posse de Bola:  África do Sul 51% x 49% Uruguai

Impedimentos: África do Sul 3 x 2 Uruguai

Escanteios:  África do Sul 3 x 4 Uruguai

Cartões: África do Sul  2 amarelos e 1 vermelho

Distância percorrida em campo: Modise 10.254 km e Pereira 10.694 km

quarta-feira, 16 de junho de 2010

DIÁRIO DA COPA: ESPANHA 0X1 SUIÇA

1247124_full-lnd A Fúria amarelou outra vez. Contra um adversário que na Copa passada surpreendeu ao ser elimando sem levar sequer um gol, a Espanha proporcionou indubitavelmente a maior zebra até aqui.

Favorita ao título, atual campeã europeia ostentava uma serie de 12 jogos sem perder. O território sul-africano até aqui aliás, não deu sorte aos espanhóis. Na Copa das Confederações em 2009 a seleção espanhola perdeu para os EUA uma invencibilidade de 35 jogos.

A Suiça entrou em campo para quebrar o tabu de nunca ter vencido a Fúria sem o seu principal jogador, Alexander Frei. Coube então mais uma vez apostar na defesa. E foi assim, se defendendo que a equipe atingiu a marca de 5 jogos ou 484 minutos sem levar gols em Copas, a terceira melhor marca da história.

A vitória veio aos 52’ depois de uma reposição de bola do goleiro suiço, Casillas saiu do gol e dividiu com o atacante Derdiyok e a bola sobrou para Fernandes empurrar para o gol.

Ainda havia tempo para a reação, mas o desespero tomou conta dos favoritos espanhóis que desorganizados não conseguiram o empate. Nem mesmo Torres que chutou cinco vezes a gol e Pedro alterarm o marcador.

 

Destaques:

183857 Iniesta

Clube: Barcelona

Jogos pela seleção: 44

Gols pela seleção:  6

Estreia: 2006 (x Rússia)

Em Copas: 2006 (Fase de Grupos)

 

 

216650 Fernandes

Clube: Saint-Etienne

Jogos pela seleção: 25

Gols pela seleção: 2

Estreia: 2007 (x Holanda)

Em Copas: Estreante

 

 

ESTATÍSTICAS:

Chutes a Gol: Espanha 24 x 8 Suiça

Faltas: Espanha 8 x 21 Suiça

Posse de Bola:  Espanha 63% x 37% Suiça

Impedimentos: Espanha 2 x 1 Suiça

Escanteios:  Espanha 12 x 3 Suiça

Cartões: Suiça 4 amarelos 

Distância percorrida em campo: Alonso 11.938 km e Fernandes 12.244 km

DIÁRIO DA COPA: HONDURAS 0X1 CHILE

 17cup-cnd-blogSpan "Para mim o resultado foi justo: jogamos bem, não ficamos nos defendendo e não tivemos dificuldades para ganhar”, foi o que disse ao site da Fifa o treinador do Chile. E ele está certo, sem riscos a seleção andina passou pelos hondurenhos.

El Loco Bielsa e seus comandados mostraram diante de Honduras que estão prontos para brigar pela vaga no grupo que teve a maior zebra da rodada, mas isso já é assunto do próximo post.

Atacar e atacar, esse é o estilo dos times de Bielsa, por isso chamado de El Loco. Foi assim que La Roja quebrou o jejum de 48 anos sem vitória em Copas. Podia ter sido por um placar até maior pelo que jogou o Chile, mas o gol de Jean Beausejour, do América do México foi o suficiente.

Destaques:

267543 Vidal

Clube: Leverkusen

Jogos pela seleção: 24

Gols pela seleção: 1

Estreia: 2007 (x Venezuela)

Em Copas: Estreante

 

 

209827

 

W. Palacios

Clube: Tottenham Hotspur

Jogos pela seleção: 71

Gols pela seleção: 4

Estreia: 2003 (x Paraguai)

Em Copas: Estreante

 

 

ESTATÍSTICAS:

Chutes a Gol: Honduras 7 x 20 Chile

Faltas: Honduras 15 x 21 Chile

Posse de Bola:  Honduras 44% x 56% Chile

Impedimentos: Honduras 2 x 4 Chile

Escanteios:  Honduras 4 x 6 Chile

Cartões: Honduras 1 amarelo/ Chile 2 amarelos 

Distância percorrida em campo: Espinoza 10.137 km e Isla 9.944 km

DIÁRIO DA COPA: BRASIL 2X1 COREIA DO NORTE

1246355_full-lnd A retranca dos norte-coreanos foi difícil de ser batida pelo ataque brasileiro, mas pela direita Maicon e Elano conseguiram furar a barreira oriental e dar a vitória ao Brasil por 2 a 1 e a liderança do grupo.

A história já era conhecida antes mesmo do começo do duelo, contra adversários que jogam com o intuito de defender-se a seleção de Dunga encontra sérios problemas. Só para ilustrar, contra a Bolívia e Colômbia nas eliminatórias foram dois jogos sem gols.

Ontem Kaká não acertava as jogadas, ora cruzamentos ora passes. Felipe Mello e Gilberto Silva não tinham função em campo, visto que os asiáticos não atacavam. Robinho era o mais lúcido e ousado, tentava algo diferente para passar pela defesa, foi dele aliás o passe para o segundo gol.

A coreia ainda descontou no fim da partida numa falha de marcação brasileira Yun Nam entrou pela esquerda do ataque e frente a frente com Julio Cesar marcou.

A vitória não foi convincente pois o adversário era fraco- 63% de posse de bola brasileira e 26 chutes a gol - e não me venham com aquele papo de estreia é sempre mais complicado, fosse fazer amistosos contra equipes mais fortes então. Assim sendo, a vitória valeu pela liderança e pelos maus resultados dos outros favoritos.

Um adendo, Michel Bastos pela esquerda foi muito bem, possivelmente um dos melhores em campo. Já Elano, apesar do gol, não pode errar tantos passes, foram 15 erros em um total de 49

Destaques:

194815 Robinho

Clube: Santos

Jogos pela seleção: 76

Gols pela seleção: 23

Estreia: 2003 (x México)

Em Copas: 2006 (Oitavas de final)

 

 

282255 Jong Tae Se

Clube: Kawasaki Frontale

Jogos pela seleção: 25

Gols pela seleção: 16

Em Copas: Estreante

 

 

ESTATÍSTICAS:

Chutes a Gol: Brasil 26 x 11 Coreia do Norte

Faltas:  Brasil 9 x 10 Coreia do Norte

Posse de Bola:  Brasil 63% x 37% Coreia do Norte

Impedimentos:  Brasil 3 x 1 Coreia do Norte

Escanteios:  Brasil 7 x 3 Coreia do Norte

Cartões: Brasil 1 amarelo

Distância percorrida em campo: G. Silva 11.070 km e A. Yong Hak 11.792 km

DIÁRIO DA COPA: COSTA DO MARFIM 0X0 PORTUGAL

1246001_full-lnd O corte de Nani decerto mudou a cara da seleção portuguesa, afinal ele era o jogador que mais vem jogando bola neste time. Nem mesmo o badalado e craque Cristiano Ronaldo jogou tão bem a última temporada. O jogo contra Costa do Marfim não apenas evidenciou isso, como também deixou claro que os merfinenses lutarão de igual pela vaga.

Bem como a maioria dos jogos desta Copa africana, o duelo terminou empatado e sem gols. O esperado equilibrio aconteceu e salvo chute de Cristiano Ronaldo na trave, foram poucas as chances reais de gols. O galático aliás foi responsável por quase metade dos chute a gol de seu time. Drogba, maior ídolo marfinense entrou na segunda etapa.

Destaques:

201200 Cristiano Ronaldo

Clube: Real Madrid

Jogos pela seleção: 73

Gols pela seleção: 22

Estreia: 2003 (x Cazaquistão)

Em Copas: 2006 (4º lugar)

 

198106 Yaya Toure

Clube: Barcelona

Jogos pela seleção: 51

Gols pela seleção: 5

Estreia: 2004 (x Guiné)

Em Copas: 2006 (Fase de grupos)

 

ESTATÍSTICAS:

Chutes a Gol: Costa do Marfim 5 x 7 Portugal

Faltas:  Costa do Marfim 18 x 13 Portugal

Posse de Bola:  Costa do Marfim 50% x 50% Portugal

Impedimentos:  Costa do Marfim 2 x 1 Portugal

Escanteios:  Costa do Marfim 6 x 4 Portugal

Cartões: Costa do Marfim - 2 amarelos/Portugal – 1 amarelo

Distância percorrida em campo: Tiote 11.378 km e P. Mendes 11.039 km