segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

E a janela fechou…

torresPra variar o último dia da janela de transferências européia foi movimentado até o último instante e aos 48’ do segundo tempo o Chelsea contratou Fernando Torres dos Reds. Além dele, o brasileiro David Luiz ex-Benfica passa a integrar o elenco dos Blues. Titular de Mano Menezes o zagueiro deve tirar a vaga de um compatriota, o ex-santista Alex.

FBL-FRA-BORDEAUX-RIBEIROOutro atleta da seleção brasileira trocou de ares neste dia final de contratações, foi o atacante André ex-Santos. Ele é o novo reforço do Bordeaux da França. O fato curioso é que o jogador fez nove jogos e não marcou nenhum gol pelo Dínamo Kiev.

E não é só o futebol brasileiro que sofre com o assédio europeu. O chileno Gary Medel ex-Boca fechou com o Sevilla e a cláusula de rescisão do meia é de 20 milhões de euros.

Na Espanha o Racing acertou com o mexicano Gio dos Santos, ex-Barcelona e Tottenham. Na Itália, o atacante Amauri de 30 anos deixou a Juventus e acertou com o Parma por empréstimo.

O Liverpool perdeu Torres e contratou três, o jovem Conor Thomas e os conhecidos Luiz Suarez ex-Ajax e Andy Carroll do Newcastle. Este último custou a bagatela de 35 milhões de libras, recorde de compra dos Reds. Já o uruguaio Suarez custou 26,5 milhões de euros.

O dinheiro das contratações saiu da venda de Fernando Torres, o ex-camisa 9 acertou com o Chelsea por 50 milhões de libras, o jogador mais caro da terra da rainha. Torres fará companhia a David Luiz, o brasileiro deixou o Benfica por 25 milhões de euros.

No Brasil a novidade é o acerto de Liédson com o Corinthians. Em 2003 o “levezinho” foi campeão Paulista pelo Timão. No Sporting foram mais de sete anos e 171 gols em jogos oficiais.

Outro que regressa ao país depois de um longo período fora é o meia Geovanni, ex- Cruzeiro e Barcelona. Ele foi anunciado como novo reforço do Vitória.

ervitiOs argentinos perderam uma jovem promessa, o meia Mauro Fórmica deixou o Newell’s e rumou para a Inglaterra. O destino do cabeludo é o Blackburn. Outra jóia que deixa o país é o meia Buonanotte que trocou o River pelo Málaga. No entanto, o atleta só deixa o River em junho. Erviti ex-Banfield e melhor meia que atua no país hermano acertou com o Boca após uma longa novela.

Outro atleta argentino em destaque é o artilheiro José Sand, ex-Lanús que estava no Al-Ain. Pepe acertou com o La Coruña da Espanha. Aqui no blog fiz um breve perfil deste goleador argentino.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Começa a 52ª edição da Taça Libertadores

getEsta semana acompanhamos os primeiros momentos da competição mais aguerrida, briguenta e cheia de catimba do mundo, a Taça Libertadores da América. Postei aqui um pouco da história de cada um dos doze clubes que disputam a Pré-Libertadores e sua busca pela vaga na fase de grupos.

No Pacaembu o Corinthians jogou muito mal e pode ter se complicado, a vaga será disputada na Colômbia na próxima quarta-feira. Jucilei, Dentinho e Roberto Carlos estiveram bem abaixo do nível habitual e o restante foi de mediano para ruim. O Tolima só se defendeu – e muito bem – fechou o espaço e apostou no contra-ataque, em casa terá que sair para tentar a classificação.

No Peru o Alianza Lima perdeu para o Jaguares do México por 2 a 0 e precisa vencer o rival longe de casa, uma missão espinhosa. Pedroza e Rodrigues marcaram.

O Cerro Porteño recebeu o Deportivo Petare da Venezuela e venceu por 1 a 0, gol de Nanni aos 25 do segundo tempo. Na volta os paraguaios podem até empatar.

Bolívar e Unión Española jogaram na terra de Evo Morales e Cordero abriu o placar para os visitantes no começo do jogo,

f_36883De todos os times que jogaram quem se deu melhor foi o Independiente. O Rey de Copas venceu o Deportivo Quito por 2 a 0. Semana que vem pode até perder que fica com a vaga. Os gols foram de Defederico (aquele mesmo do Corinthians) e Rodriguez.

O Grêmio enfrentou o Liverpool no Uruguai e podia ter vencido não fosse um frango de Victor. No Olímpico precisa de uma vitória simples. André Lima e Douglas marcaram para os gremistas e Franco e Guevara para os ‘Reds genéricos’.

Meus palpites foram Corinthians, Jaguares, Cerro Porteño, Unión Española, Independiente e Grêmio.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Entrevista

i249051Abaixo segue o link do trabalho que fiz para a Revista Sentidos, uma entrevista com a escritora Sylvia Lia, que é surda e conta um pouco da história do mundo dos surdos em seu novo livro Mãos ao Vento.

http://revistasentidos.uol.com.br/inclusao-social/62/artigo206587-1.asp

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Libertadores começa amanhã

Falta pouco para começar a Pré-Libertadores e eu estava devendo a apresentação dos últimos quatro times que disputam essa fase. Entre eles o Grêmio, copeiro e agora sem o artilheiro Jonas, negociado hoje com o Valência. O tradicional Independiente da Argentina contratou Defederico e estranhamente não inscreveu o meia Galeano, que disputa o Sul-Americano Sub-20.

Parte 3

IndependienteIndependiente - Argentina

Participações: 18

Melhor Participação: Campeão – 1964, 1965, 1972, 1973, 1974, 1975 e 1984

Última participação: Fase de Grupos - 2004

67Artilheiro: Barberón 10 gols

Maior vitória: 5x0 Unió Táchira VEN (1987)

Pior derrota: 1x4 River Plate (1978)

Apelido: Rey de Copas

Um dos maiores ídolos do Independiente na década de 1970 o meia Ricardo Bochini fez uma dupla arrasadora com Daniel Bertoni. Na TLA foram dois títulos, em 1974 e 1975. Depois ele ainda disputaria a Copa do Mundo em 1986 e levaria o troféu. Ao lado o gol antológico marcado diante do Peñarol.

Deportivo_QuitoDeportivo Quito – Equador

Participações: 7

Melhor Participação: Segunda fase - 1989

Última participação: Fase de Grupos - 2010

Artilheiro: J.C. de Lima 9 gols

Maior vitória: 3x1 Bangu BRA (1986) Universitário PER (2009)

Pior derrota: 0x5 Peñarol (1969)

Apelido: La Academia

O terceiro colocado no Equador quer ir longe pela primeira vez na competição, para isso terá um desafio enorme, passar pelo maior campeão do torneio. Para tal feito os equatorianos precisam de um novo salvador, como o uruguaio Juan Carlos de Lima, que disputou a Libertadores em 1986 e fez 9 gols em 6 partidas.

Gremio_FBPA_(RS)Grêmio – Brasil

Participações: 12

Melhor Participação: Campeão – 1983 e 1995

Última participação: Semifinais - 2009

Artilheiro: Jardel 16 gols

Maior vitória: 6x1 U. Los Andes VEN (1984)

Pior derrota: 1x5 Palmeiras (1995)

Apelido: Tricolor, Imortal

A arrancada no segundo turno do Brasileirão 2010 trouxe a esperança de um ano glorioso para os gremistas, no entanto a perda de Ronaldinho para o Flamengo e as saídas de Souza e Jonas desfigura um elenco entrosado. O técnico Renato Gaúcho sonha galgar vôos tão altos quanto o que ele conquistou em 1983 ao lado de Caio, Osvaldo , Tita e cia.

Gols de Renato pelo clube na TLA.

1983 – Blooming 0x2 Grêmio (1)

1983 – Estudiantes 2x3 Grêmio (1)

1984 – Grêmio 5x1 Flamengo (1)

1984 – U. Los Andes 0x2 (1)

Liverpool_FC (URU)Liverpool – Uruguai

Participações: Estreante

Melhor Participação: Estreante

Última participação: Estreante

Artilheiro: -

Maior vitória: -

Pior derrota: -

Apelido: Negriazules

Tricampeão uruguaio o irmão pobre dos ingleses da terra dos Beatles estreia na TLA tentando apagar a única campanha internacional quando foi eliminado pelo Cienciano do Peru na Sul-Americana. O nome do clube é clara referência aos ingleses. No começo do século passado clubes como Everton, Southampton e Notthinghan Forest faziam excursão pela América do Sul. A cidade era o mais importante porto de carvão inglês e a quase totalidade de navios que chegavam a Montevideo zarpavam de lá.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Sul-Americano sub-20 – As Jovens Promessas

sulamericano 20O Sul-Americano sub-20 garante vaga nas Olimpíadas de Londres em 2012, mas poderia muito bem ser chamado de a Copa São Paulo da América do Sul por revelar ao continente jovens promessas e revelações. Alguns dos personagens do torneio já são bem conhecidos é verdade, como no caso de Neymar que já vale milhões de euros. A grande maioria, no entanto, são caras novas.

moriPois para facilitar um pouco as coisas, resolvi comentar um pouco sobre as revelações até aqui. Passados sete jogos os tradicionais Uruguai e Argentina ainda não mostraram sua força, ainda assim os hermanos lideram com sobras o grupo A. No grupo B o Brasil lidera e encara a Colômbia logo mais.

Na Argentina o destaque é o atacante Funes Mori do River Plate, além dos meias Hoyos do Estudiantes, Galeano do Independiente e Zuculini do Racing. A seleção na verdade é um espécie de segunda casa das crias do River. São seis atletas do clube entre os 20 convocados.

gallegosOs chilenos lembram bem do sul-americano 2007, pois o torneio revelou Arturo Vidal e a seleção fez boa campanha, com o quarto lugar. Em 2009 a campanha foi fraca e os andinos pararam na primeira fase. A esperança de gols este ano é o atacante José Martínez do Católica. Único atleta que joga no exterior, o meia Pinares do Chievo pode fazer a diferença.

A Celeste Olímpica aposta nos atacante Luna do Defensor e Rodrigues do Peñarol, mas o reserva Gallegos parece ser o mais habilidoso do time.

O Brasil conta com Lucas do São Paulo, Oscar do Inter, Alan Patrick e Neymar do Santos. Todos conhecidos da torcida brasileira.

neymarCampeã em 1987 e 2005, a Colômbia conta com os meias Ortega do Atlas do México e Cardona do Atlético Nacional para tentar o troféu.

Medina da Udinese é a grande esperança dos paraguaios para avançar no sul-americano. Apenas seis atletas da seleção não pertencem ao trio Cerro, Olímpia e Libertad.

Hoje Neymar e companhia enfrentam a Colômbia. Chance de ver mais revelações em campo.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Golden Globe Awards 2011

Os maiores prêmios da crítica de cinema e televisão americana foram entregues ontem à noite na Califórnia, o Golden Globe Awards 2011 e teve algumas surpresas e outras consagrações. A Rede Social foi o destaque com quatro prêmios.

Boardwalk Empire da HBO ganhou dois prêmios e Steve Buscemi foi o vencedor de melhor ator na disputa mais acirrada com Bryan Cranston (Breaking Bad), Michael C. Hall (Dexter), Jon Hamm (Mad Men) e Hugh Laurie (House). A série musical Glee levou três globos de ouro e venceu entre as produções de TV. Fiquei feliz por Steve Buscemi e Jim Parsons, grandes atores.

Golden Globe Awards - Press RoomO momento mais marcante na cerimônia de entrega do Globo de Ouro foi quando Robert De Niro subiu ao placo e foi aplaudido de pé por uma emocionada platéia.

Confira a lista dos vencedores.

Melhor ator coadjuvante em filme: Christian Bale – O Lutador

Melhor série ou telefilme: Carlos

Melhor canção original: "You Haven't Seen The Last of Me" – Burlesque

Melhor série de TV (Drama): Boardwalk Empire

Melhor ator em série dramática: Steve Buscemi - Boardwalk Empire

Melhor ator coadjuvante em série ou telefilme: Chris Colfer – Glee

Melhor atriz em série dramática: Katey Sagal - Sons of Anarchy

Melhor trilha sonora original: Trent Reznor e Atticus Ross - A Rede Social

Melhor filme de animação: Toy Story 3

Melhor atriz em comédia ou musical: Annette Bening – Minhas Mães e Meu Pai

Melhor ator em minissérie ou telefilme: Al Pacino - You Don't Know Jack

Melhor roteiro: Aaron Sorkin - A Rede Social

Melhor atriz em minissérie ou telefilme: Claire Danes - Temple Grandin

Melhor atriz coadjuvante em série ou telefilme: Jane Lynch – Glee

Melhor filme em língua estrangeira: Em um Mundo Melhor - Hævnen (Dinamarca)

Melhor atriz em série musical ou de humor: Laura Linney - The Big C

Melhor ator em série musical ou de humor: Jim Parsons - The Big Bang Theory

Melhor atriz coadjuvante: Melissa Leo - O Vencedor

Melhor diretor: David Fincher - A Rede Social

Melhor série de comédia ou musical: Glee

Melhor ator em comédia ou musical: Paul Giamatti – Barney’s Version

Melhor atriz de drama: Natalie Portman – Cisne Negro

Melhor filme de comédia ou musical: Minhas Mães e Meu Pai

Melhor ator de drama: Colin Firth – O Discurso do Rei

Melhor filme de drama: A Rede Social

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Internazionale recupera a liderança no ranking de clubes

inter de milao Com o título mundial de clubes em dezembro a Internazionale retomou a primeira posição no ranking de clubes da IFFHS – International Federation of Football History and Statistics, divulgado hoje. O Barcelona caiu para a terceira posição e o Bayern de Munique subiu para o segundo lugar. O melhor sul-americano segue sendo o Estudiantes da Argentina. O melhor brasileiro aparece em sétimo, o Internacional.

O ranking leva em conta o período dos últimos 12 meses.

Abaixo segue a lista dos 50 melhores, são cinco brasileiros no top 50.

Posição; Posição anterior; Clube; País; Pontuação

01.(2.)FC Internazionale Italia/4300,

02.(3.)FC Bayern MünchenDeutschland/4268,

03.(1.)FC BarcelonaEspaña/4266,

04.(5.)Club Atlético de MadridEspaña/4244,

05.(4.)Club Estudiantes de La PlataArgentina/4235,

06.(8.)Liverpool FCEngland/4232,

07.(10.)SC Internacional Porto AlegreBrasil/4231,

08.(6.)Chelsea FC LondonEngland/4222,

__(6.)Manchester United FCEngland/4222,0

10.(18.)FC do PortoPortugal/3219,5

11.(9.)Real Madrid CFEspaña/4218,0

12.(13.)RSC AnderlechtBelgique/3208,5

13.(22.)Juventus FC TorinoItalia/4208,0

14.(15.)Cruzeiro EC Belo HorizonteBrasil/4203,0

15.(34.)FC Zenit St. PetersburgRussia/3199,5

16.(16.)São Paulo FCBrasil/4199,
__(11.)AS RomaItalia/4199,0
__(16.)Club Libertad AsunciónParaguay/3199,0

19.(22.)AFC Ajax AmsterdamNederland/3193,5

20.(28.)Olympique de MarseilleFrance/4190,0
__(20.)Olympique LyonnaisFrance/4190,0
__(14.)Valencia CFEspaña/4190,0

23.(20.)SC Corinthians Paulista São PauloBrasil/4189,0

24.(27.)Tottenham Hotspur FCEngland/4188,0

25.(48.)Beşiktaş JK İstanbulTürkiye/3187,5

26.(24.)FC BaselSchweiz/3185,0

27.(44.)Paris Saint-Germain FCFrance/4182,0
__(29.)FC Shakhtar DonetskUkraine/3182,0
__(19.)Lille Olympique Sporting ClubFrance/4182,0

30.(42.)CA Vélez SarsfieldArgentina/4181,0

31.(34.)CD Universidad de Chile SantiagoChile/3180,0
__(26.)CA BanfieldArgentina/4180,0

33.(33.)PSV EindhovenNederland/3179,5

34.(39.)PFC CSKA MoscowRussia/3177,0

35.(29.)VfB StuttgartDeutschland/4175,0
__(39.)Arsenal FC LondonEngland/4175,0

37.(31.)Hapoel Tel-Aviv FCIsrael/2174,0
__(45.)Villarreal CFEspaña/4174,0

39.(25.)Sevilla FCEspaña/4173,0

40.(55.)Manchester City FCEngland/4172,0

41.(46.)Sporting Clube de Portugal LisboaPortugal/3171,5

42.(52.)FC Dinamo KyivUkraine/3171,0

43.(54.)AC Sparta PrahaČeská Republika/3168,5

44.(32.)FC KøbenhavnDanmark/3168,0

45.(41.)Club de Futbol MonterreyMéxico/3164,0
__(37.)SV Werder BremenDeutschland/4164,0

47.(78.)FC Schalke 04Deutschland/4163,0

48.(70.)TSV Bayer 04 LeverkusenDeutschland/4162,0
__(62.)BV Borussia DortmundDeutschland/4162,0

50.(47.)Milan ACItalia/4160,0
__(50.)SE Palmeiras São PauloBrasil/4160,0

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Pré-Libertadores 2011

Seguindo com os times que disputam a Pré-Libertadores, hoje destaque para um dos clubes que mais tradicionais do torneio, o Cerro Porteño. Os paraguaios enfrentam o Deportivo Petare, que pela primeira vez joga a Libertadores. Na verdade, a estreia com esse nome, visto que o clube chamava-se Deportivo Itália até ano passado e já foi conhecido por Deportivo Italchacao. Mauro Cezar Pereira o chamaria de Deportivo Itinerante.

No outro duelo o Unión Española chega para sua nona Libertadores, enfrenta o tradicional representante boliviano Bolívar. Os bolivianos disputam sua vigésima sétima TLA e chegam como vice campeões do Clausura 2010. Já os chilenos tiveram que passar pela Liguilla e vencer o Audax para disputar a competição.

Parte 2

Club_Cerro_Porteno Cerro Porteño – Paraguai

Participações: 33

Melhor Participação: Semifinalista – 1973, 1978, 1993, 1998 e 1999

Última participação: Fase de Grupos - 2010

Artilheiro: Arrúa 13 gols

Maior vitória: 7x0 Aurora BOL (1964)

Pior derrota: 1x9 Santos (1962)

Apelido: El Ciclón

Em 1962 o Cerro enfrentou o Santos de Pelé e levou uma goleada histórica, 9 a 1. Pelé marcou 2, Pepe 2, Coutinho 3, Zito e Dorval completaram. Além disso, o clube pode orgulhar-se, ou não, de ter sofrido gol de Pelé, Zico e Ronaldo.

Dono da maior torcida no Paraguai o Cerro jamais venceu a Libertadores e para piorar seu maior rival Olímpia é tricampeão.

Depotivo Petare – Venezuela

Participações: 8

Melhor Participação: Quartas de final – 1969Deportivo petare petare

Última participação: Fase de Grupos - 2010

Artilheiro: Nitti 9 gols

Maior vitória: 3x0 Barcelona EQU (1964)

Pior derrota: 0x8 Booming BOL (1985)

Apelido: Los Azules

Já faz tempo desde a última boa campanha do clube na principal competição sul-americana, na verdade a única vez que o clube passou da primeira fase, em 1969. Foram 25 anos de espera até o retorno ao torneio ano passado. De lá pra cá o clube mudou de nome e passou de Deportivo Itália para o atual.

Ano passado o time venezuelano marcou apenas um ponto em 18 disputados, contra o Cruzeiro em Caracas.

CD_Union_Espanola Unión Española - Chile

Participações: 8

Melhor Participação: Vice – 1975

Última participação: Fase de Grupos – 2006

Artilheiro: Farias 7 Gols

Maior vitória: 7x2 Huachipato -CHI (1975)

Pior derrota: 0x5 Santos (1973)

Apelido: Hispanos

O clube perdeu seu principal jogador para a disputa do torneio, o argentino Canales tranferiu-se para La U. Aúltima grande campanha dos Hispanos foi e 1994 quando eliminou o Cruzeiro e perdeu para o São Paulo. Na época o clube tinha o meia Sierra, que depois foi contratado pelo São Paulo.

Campanha histórica de 1975.

Huachipato 0, Unión Española 0
Jorge Wilstermann 1 (Da Costa), Unión Española 1 (Palacios)
The Strongest 1 (Bastida), Unión Española 1 (Spedaletti)
Unión Española 7 (Palacios, Véliz, Las Heras, Trujillo, Machuca, Gaete e Ahumada), Huachipato 2 (Sintas e Díaz)
Unión Española 4 (Trujillo 2, Véliz e Palacios), Jorge Wilstermann 1 (Da Costa)
Unión Española 4 (Las Heras 2, Palacios e Machuca), The Strongest 0:

Liga Dep. Universitaria 4 (Polo Carrera 2 e G. Tapia 2), Unión Española 2 (Trujillo e Gaete)
Unión Española 2 (Trujillo e Ahumada), Universitario 1 (Ore)
Unión Española 2 (Trujillo e Hoffmann), Liga Dep. Universitaria 0
Universitario 1 (Palomino), Unión Española 1 (Spedaletti)
Unión Española 1 (Ahumada), Independiente 0
Independiente 3 (Percy Rojas, Elvio Pavoni e Bertoni), Unión Española 1 (Las Heras)
Partida de desempate no estádio Defensores del Chaco em Asunción (Paraguai)
29/06/75: Independiente 2 (Ruiz Moreno e Bertoni), Unión Española 0

Bolívar – Bolívia

Participações: 26

Club_Bolivar Melhor Participação: Semifinalista – 1986

Última participação: Fase de Grupos – 2010

Artilheiro: Salinas 23 Gols

Maior vitória: 7x0 Minervén - VEN (1997)

Pior derrota: 0x7 Boca Jrs (2007)

Apelido: La Academia

Dono da nona maior pontuação da história do torneio, o clube azul de La Paz nunca chegou à final da TLA. A chamada Máquina Celeste da década de 1980 foi o melhor momento do clube, com um ataque arrasador com Salinas e o peruano Hirano.

Chutes:

Aposto na classificação do Cerro Porteño pela tradição e os Hispanos do Unión Española devem passar fácil, o problema é a altitude de La Paz.

domingo, 9 de janeiro de 2011

Corações Sujos - Resenha

corações sujos Fernando Morais dispensa apresentação e seus trabalhos em A Ilha, Olga e Chatô, o Rei do Brasil mostram toda a pesquisa e o minucioso trabalho de reportagem e apuração do jornalista, natural de Minas Gerais. Ontem terminei de ler outra obra de puro jornalismo investigativo – por mais que pareça redundante dizer isto – e que conta uma parte negra na história da imigração japonesa no Brasil.

Corações Sujos, 2000, Companhia das Letras, conta a história da Shindo Renmei - um grupo de japoneses radicados no país em plena Segunda Guerra mundial que não acreditava na derrota do Japão – e sua vontade de vingança contra os chamados makegumi (derrotistas).

A partir de 1942 a população nipônica sofria com as restrições impostas pelo Brasil que declarara guerra ao Japão. A comunidade sofria com as regras de ter os bens confiscados, não conversar em língua estrangeira entre outras proibições.

O interior paulista e a capital são os principais focos de atuação dessa organização secreta japonesa, a Shindo Renmei, ou Liga do Caminho dos Súditos. Eles não acreditavam na derrota do país na guerra, como poderiam crer? Já que em 2600 anos o Japão jamais perdera. Acreditavam que as notícias eram fraudulentas e os japoneses que acreditassem nisso seriam mortos. Apoiada por 80% da comunidade japonesa a vingança seria sangrenta.

Diante desse conflito chama a atenção como o governo paulista tratou o caso. O descaso com a situação no interior de São Paulo, principalmente Tupã, Bastos e Osvaldo Cruz, foi criminoso.

A primeira tentativa de conter os kachigumi (vitoristas) aconteceu no DOPS (Departamento de Ordem Política e Social) pelo interventor Macedo Soares, no entanto a reunião com os membros da Shindo Renmei não saiu como esperada e os fanáticos da seita fizeram imposições ao governo, inclusive pediram censura à imprensa.

Após sucessivos ataques, a Assembléia Nacional Constituinte decidiu abrir votação para tratar da questão imigratória. A emenda 3165 tentava resolver o ‘problema japonês’.

É proibida a entrada no país de imigrantes japoneses de qualquer idade e de qualquer procedência.

Imagine você caro leitor, o Brasil esteve prestes a banir os japoneses do país. Assim como os nazistas tinham feito anos antes. Ironicamente é aqui que vive a maior população japonesa fora do Japão, são cerca de 1,5 milhão de nikkeis.

f morais A decisão foi acirrada e terminou empatada 99 a 99, sendo decidida pelo senador Fernando Melo Viana. Da discussão participaram nomes importantes como Luis Carlos Prestes e Gilberto Freyre. Melo Viana decidiu pelo veto a emenda. Já nessa época os simpatizantes da Shindo Renmei estavam quase todos presos.

O livro é essa aula de história de parte da imigração japonesa, do interior paulista e de um dos muitos episódios de conflitos que ocorreram no Brasil. E o melhor é ter essa história contada por gente que saber contar, descrever e tornar este capítulo triste uma leitura gostosa e instigante, com mais de 80 entrevistas no período de apuração dos fatos. Não é à toa que Corações Sujos levou o Prêmio Jabuti de livro do ano de não ficção de 2001. Mais um para a coleção do premiado Fernando Morais.

Está previsto para este ano o lançamento de um filme sobre o livro, com o mesmo nome.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Libertadores 2011

Os clubes voltam de férias nesse começo de ano e alguns deles já se preparam para os campeonatos regionais e nacionais na América do Sul. Neste início de temporada a Libertadores da América conhece seus grupos com a disputa da Pré-Libertadores, composta por 16 clubes. Entre os brasileiros estão Corinthians e Grêmio.

Para ajudar a entender a história de cada clube na maior competição de clubes do continente, mostro as campanhas de cada um deles desde o início do torneio.

Parte 1

Club_Alianza_LimaAlianza Lima – Peru

Participações: 21

Melhor Participação: Semifinalista – 1976 e 1978

Última participação: Oitavas de final - 2010

Artilheiro: Teófilo Cubillas 13 gols

Maior vitória: 6x1 Jorge Wilstermann (1995)

Pior derrota: 1x7 Cruzeiro (1976)

Apelido: Los Íntimos de La Victoria

Em 1979 e 2007 a equipe ficou famosa por não ter marcado nenhum ponto na fase de grupos, foram 6 derrotas.

Em 1979

  • Alianza Lima 3 (Cueto, Illescas e La Rosa), Universitario 6 (Ore 2, Adriazola 2, Luces e Neyra)
  • Alianza Lima 0, Guaraní 3 (Miltao 2 e Bozo)
  • Alianza Lima 2 (Ravelo e Huapaya), Palmeiras 4 (Mendonça 2, Toninho e Ivo)
  • Universitario 1 (Palacios), Alianza Lima 0
  • Guaraní 2 (Bozo e Renato), Alianza Lima 0
  • Palmeiras 4 (Pedro V. Rocha, Rosemiro e Baroninho 2), Alianza Lima 0

Em 2007 foram apenas dois gols a favor e 13 contra.

  • Alianza Lima 1 (Martín Ligüera), Necaxa 2 (Alfredo Moreno e Juan Manuel Salgueiro)
  • Sao Paulo 4 (Alex Silva 2, Leandro e Júnior), Alianza Lima 0
  • Alianza Lima 1 (Roberto Silva), Audax Italiano 3 (Carlos Villanueva, Roberto Cereceda e Rodolfo Moya)
  • Audax Italiano 1 (Rodolfo Moya), Alianza Lima 0
  • Alianza Lima 0, Sao Paulo 1 (Borges)
  • Necaxa 2 (Kléber Boas e Juan Salgueiro), Alianza Lima 0

Na temporada passada o Alianza Lima conseguiu uma das maiores façanhas do torneio, venceu o Estudiantes – campeão de 2009 – por 4 a 1, destaque para Wilmer Aguirre “El Zorrito” com 3 gols.

Ficha técnica do histórico encontro:
Alianza Lima:
Salomón Libman; Amilton Prado, Héctor Vidal Sosa, Carlos Solís, Edgar Villamarín; Jean Tragodara (Walter Vílchez), Edgar González, Henry Quinteros (Juan José Jayo), Joel Sánchez (Alexander Sánchez); José Carlos Fernández e Wilmer Aguirre. Treinador: Gustavo Costas.
Estudiantes: Agustín Orión; Clemente Rodríguez, Christian Cellay, Leandro Desábato, Germán Ré; Enzo Pérez (Maximiliano Ezequiel Núñez), Rodrigo Braña, Juan Sebastián Verón, Leandro Benítez (Jerónimo Morales Neumann); José Sosa (Faustino Rojo) e Mauro Boselli. Treinador: Alejandro Sabella.
Gols: 0-1, 8’ José Sosa; 1-1, 17’ Wilmer Aguirre; 2-1, 33’ Wilmer Aguirre; 3-1, 74’ Wilmer Aguirre; 4-1, 83’ José Carlos Fernández.
Árbitro: Marlon Escalante (VEN).
Segunda rodada do grupo 3 da Copa Libertadores 2010 disputada no estádio Alejandro Villanueva, La Victoria; 35.000 espectadores.

jaguares Jaguares – MEX

Fundado em 2002.

Participações: nenhuma

Melhor Participação: -

Última participação: -

Artilheiro: -

Maior vitória: -

Pior derrota: -

Apelido: Felinos, Los de La selva

Esta é a estreia do Jaguares na Libertadores, o clube se classificou ao ficar com a terceira melhor pontuação no Apertura.

SC_Corinthians_Paulista_(SP) Corinthians

Participações: 8

Melhor Participação: semifinalista em 2000

Última participação: 2010

Artilheiro: Luizão 15 gols

Maior vitória: 8x2 Cerro Porteño (PAR), em 1999

Pior derrota: 0x3 Cerro Porteño (1999) e Cruz Azul (2003)

Apelido: Timão

Obsessão corintiana, a Taça Libertadores fica marcada na memória por confusões e frustrações. Em 1991 a torcida do alvinegro brigou com a polícia quando o time perdia para o Flamengo por 2 a 0. O mando de campo foi suspenso por um ano pela Conmebol.

Duas eliminações para o maior rival e o maior ídolo do clube sendo o carrasco ao perder um pênalti frustraram o torcedor, em ambas o clube foi eliminado nos pênaltis.

Outra confusão memorável foi em 2006, quando o Timão perdia a vaga em casa para o River Plate por 3 a 1 e a torcida quebrou o alambrado do Pacaembu. Nova suspensão e decepção.

No ano do centenário do clube – 2010 – o time teve a melhor campanha da primeira fase, porém, foi eliminado na fase seguinte, diante do Flamengo. Desta vez, a torcida reconheceu a garra dos jogadores e aplaudiu o esforço de Ronaldo, Elias e cia.

Os gols de Luizão em parênteses.

03/03/00 Corinthians 6 x 0 LDU – (3)
14/03/00 Olimpia 2 x 2 Corinthians – (1)
11/04/00 LDU 0 x 2 Corinthians - (1)
19/04/00 Corinthians 5 x 4 Olimpia 4 (3)
03/05/00 Rosario Central 3 x 2 Corinthians (2)
09/05/00 Corinthians 3 x 2 Rosario Central (2)
18/05/00 At. Mineiro 1 x 1 Corinthians (1)
06/06/00 en San Pablo: Palmeiras 3x 2 Corinthians (2)

Deportes_Tolima Deportes Tolima

Participações: 4

Melhor Participação: – semifinalista em 1982

Última participação: - 2007

Artilheiro: Del Río 4 gols 

Maior vitória: 3 x 0 Atletico Nacional (COL), em 1982

Pior derrota: 3x4 Dep. Cúcuta (COL), em 2007

Apelido: Los Pijaos

O Tolima diputou 30 jogos na Libertadores, venceu 10, empatou 11 e perdeu 9, marcou 31 gols e levou 31. Enfrentou até o momento uma equipe brasileira, o Grêmio, perdeu uma e venceu a outra, ambas com o placar de 1 a 0.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Números da Taça Libertadores

tla Qual o país que teve mais participações? Qual teve mais clubes diferentes? E quem mais chegou à final? Veja algumas destas curiosidades.

river campeao tlaOs argentinos além deterem mais títulos (22), contam com o maior vencedor da história, o Independientes, apelidado de Rey de Copas. O país hermano possui ainda o maior número de participações no torneio, foram 145 com 19 clubes distintos. Quem mais jogou por lá foi o River Plate, 30 vezes. Mesmo número de vezes que um argentino chegou à final.

Segundo maior finalista, um a menos que a rival, o Brasil é também o vice em troféus, foram 14. Entretanto, o país é o digamos, mais dmocrático, isso porque 27 clubes já jogaram a competição.

Por mais absurdo que possa parecer, o segundo país com mais clubes diferentes é a Venezuela. Isso mesmo, Venezuela. Os times da terra de Hugo Chávez já participaram 95 vezes, com 22 equipes. Destaque para o Dep. Táchira com 16 aparições.

penarol tla Mas quem mais jogou a principal competição sul-americana foi o uruguaio Peñarol. O primeiro campeão participou de 38 Libertadores e ganhou cinco vezes. Em 2009 0 clube foi eliminado na Pré-Libertadores.

No total 186 times já jogaram o torneio, 22 gritaram campeão, 36 chegaram à final e 7 dos 11 países já tiveram a taça em suas mãos. Apenas Méxic, Peru, Bolívia e Venezuela não venceram, sendo que os dois últimos sequer foram finalistas.

Quer saber mais?Amanhã um pouco sobre a história dos times da Pré-Libertadores. Pra começar, Alianza Lima, Jaguares, Corinthians e Tolima

sábado, 1 de janeiro de 2011

Especial Estudiantes Pentacampeão – Parte 5

estu Começo o ano pagando a dívida do ano anterior, o quinto e último título nacional do Estudiantes de La Plata. Reviva a conquista.
Os Leões foram impecáveis durante todo o torneio e na última rodada precisavam de uma vitória contra o Arsenal de Sarandí. Mesmo fora de La Plata, apesar de mandante, o Pincha venceu por 2 a 0 e levou o caneco.
Foram quatro anos de espera desde a conquista de 2006, com direito ao título da Libertadores em 2009 comandado por Verón. Este ano o clube de La Plata liderou o campeonato em 16 das 19 rodadas disputadas, sendo que em duas das que não foi líder isolado dividiu a liderança. Apenas em uma rodada o Pincha ficou fora da ponta, na terceira fecha, quando empatou com o Banfield por 0 a 0.
A Campanha
estudiantesEm números e em campo o Leão é campeão incontestável, foram 45 pontos em 57 disputados, um aproveitamento de 78,94 %, o melhor da América em 2010. Além disso, o Pincha levou somente 8 gols em 19 partidas. Fazer gols no time de Sabella era um desafio quase impossível quando o time era mandante. Somente na antepenúltima rodada contra o Argentinos Jrs a defesa foi vazada. Desde 1993, quando o Vélez de Bianchi tomou apenas 7 gols uma defesa não era tão forte.
Uma defesa forte e um poderoso ataque, essa combinação do albirrojo fez estragos no torneio. Somente em dois jogos o time levou mais que um gol, foram dois contra Tigre e All Boys. O ataque marcou 32 vezes, só não balançou as redes em duas oportunidades. A maior goleada foi diante do River Plate, 4 a 0.
Ao lado a campanha do campeão, todos os jogos, a equipe base e abaixo o vídeo com a conquista em Quilmes.
 
Lista das 10 melhores defesas
1. Boca – Clausura 1991 - 6 gols
2. Vélez – Clausura 1993 – 7 gols
3. Estudiantes – Apertura 2010 – 8 gols
__Newell’s – Clausura 1992 – 8 gols
5. River – Apertura 1991 – 11 gols
__Boca – Apertura 1992 – 11 gols
__Boca – Clausura 1999 – 11 gols
__Boca – Apertura 2003 – 11 gols
__Newell’s – Apertura 2004 - 11 gols
__Banfield – Apertura 2009 - 11 gols